Tenista português segue para Paris, onde vai disputar o último torneio da época.

O sorteio da fase de qualificação do ATP 500 de Basileia quis que João Sousa reeditasse a primeira ronda do Millennium Estoril Open desta temporada. Na altura, o vimaranense levou a melhor sobre o jovem Alexei Popyrin. Contudo, a promessa australiana vingou-se e, este sábado, venceu com os parciais de 6-1 e 6-4.

O encontro não foi fácil para o atleta natural de Guimarães, que nunca conseguiu manter a consistência. O primeiro set foi dominado de início a fim por Popyrin, que não cedeu sequer qualquer break point a Sousa.

No segundo set, o australiano voltou à carga e conseguiu quebrar o serviço do português logo no primeiro jogo. Durante o parcial, Sousa ainda teve à disposição os primeiros break points na partida, mas não foi capaz de capitalizar em nenhuma das ocasiões. Assim, a quebra de serviço inaugural foi suficiente para Popyrin chegar ao 6-4 e colocar um ponto final na campanha do tenista orientado por Frederico Marques.

Com o afastamento precoce em Basileia, onde não tinha pontos a defender, João Sousa segue agora para Paris. Na capital francesa, o número um nacional vai disputar um torneio de categoria Masters 1000, que é também o último torneio da temporada para o minhoto. Aí, ao contrário de Basileia, Sousa já tem 70 pontos a defender, fruto de ter alcançado a segunda ronda em 2018.