Além da associação, também um atleta da academia venceu um prémio.

A Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM) venceu dois prémios na XII Gala do Desporto Universitário. No evento que decorreu ontem, no Espaço Vita, em Braga, a AAUM recebeu o prémio prestígio e Júlio Ferreira, do taekwondo, foi eleito o melhor atleta masculino do ano.

Apesar destes dois prémios, a Associação Académica de Coimbra (AAC) foi a que mais conquistou na gala. A melhor atleta feminina do ano foi Ana Dias, jogadora de futebol e o treinador do ano foi Alexandre Silva, técnico do futebol feminino da AAC. O conjunto de Coimbra ganhou o prémio de equipa do ano.

A AAUM recebeu, então, o prémio prestígio, mas este não é o primeiro galardão conquistado este ano. A academia minhota já tinha recebido a Medalha de Honra ao Mérito Desportivo atribuída pelo governo português e o prémio de universidade da década no desporto, que foi atribuído pela Associação Europeia do Desporto Universitário (EUSA).

Durante a gala foi ainda entregue o prémio da ética no Desporto Universitário à equipa médica que acompanhou a comitiva portuguesa na missão ‘Ganhar Portugal’ de Universíada de Nápoles. Carlos Magalhães, membro da comissão médica da Federação Internacional do Desporto Universitário, referiu que este é um reconhecimento pelo “espírito de equipa no assegurar do bem-estar, saúde e integridade física e moral dos estudantes-atletas da delegação portuguesa, agentes desportivos e estudantes-atletas de outras delegações”.

No encerramento, André Reis, presidente da Federação Académica do Desporto Universitário, afirmou que este foi “um momento de celebração e de reconhecimento dos estudantes-atletas, técnicos e dirigentes, que mais se destacaram ao longo da época desportiva 2018/2019”. “É também um momento de reflexão e de reposicionamento do desporto universitário em Portugal e de Portugal para a Europa e para o Mundo”, concluiu