Os gilistas defenderam uma grande penalidade, mas empataram no primeiro jogo do ano.

O Gil Vicente deslocou-se, este domingo, ao Estádio João Cardoso, em Tondela, para disputar o primeiro embate de sempre, entre os dois clubes, para a primeira liga. Na 15ª jornada da Liga NOS, as equipas não foram além de um empate a uma bola, obrigando à divisão de pontos.

Os primeiros minutos de jogo foram intensos, ambas as equipas mostraram-se pragmáticas e apostavam nos jogadores dianteiros para criar desequilíbrios. Ao minuto cinco, os tondelenses inauguraram o marcador com um golo de Ricardo Alves, que desviou ao primeiro poste um canto cobrado por Jonathan Toro.

Os minhotos, face à vantagem prematura da equipa adversária, despertaram e começaram a atacar com mais intensidade a baliza contrária. Passados dez minutos do golo inaugural, Baraye encaixou a bola na baliza de Claúdio Ramos. As equipas foram para o descanso com o marcador fixado em 1-1.

A segunda parte iniciou com uma grande penalidade assinalada a favor do Tondela, ao minuto 54. Pepelu caiu na área, após derrube, e o árbitro assinalou de imediato penálti a favor dos beirões. Contudo Dênis conseguiu travar o remate e manteve-se a igualdade no marcador. O jogo foi-se aproximando do minuto 90 com poucas oportunidades de golo criadas pelos dois clubes, e, ao minuto 70, Claúdio Ramos impediu a vantagem para o Gil Vicente, após remate de Romário Baldé.

O CD Tondela e o Gil Vicente somaram assim um ponto cada um, com a equipa da casa a ficar com 19, mantendo-se no nono lugar, e os visitantes, com 18, a subirem para o 11 posto da tabela classificativa. Na próxima jornada, os gilistas recebem o Belenenses , num jogo a contar para a 16ª jornada do campeonato.