No seio maternal de uma casa em pleno luto, vive-se a ditadura que o país espelhou no seu povo.

Na passada quarta-feira, dia 12, o grupo “8 e 80” apresentou a peça “A Casa de Bernarda Alba” de Federico García Lorca, na Escola Secundária Alberto Sampaio. Este foi o projeto final do terceiro ano do curso profissional de teatro e teve a encenação do professor José Miguel Braga.

Num cenário de uma Espanha a caminhar para uma Guerra Civil, a peça enfatiza uma sociedade extremamente matriarcal na qual a mulher tem o poder e o dever de cuidar dos assuntos dentro de casa. Neste sentido, Bernarda, a mãe austera e impetuosa, declara um luto de oito anos pela morte do marido e fecha as filhas em casa.

Perante esta Espanha campestre, em que Deus é palavra de ordem, surgem os interesses do Diabo: o dinheiro e o prazer carnal. Uma herança recheada de inveja e um homem cobiçado por cinco irmãs são fatores que levam ao final trágico.

A mestria das oito alunas foi a chave de ouro, levando a plateia às lágrimas nos momentos de grande tensão e ao riso compulsivo em cenas mais caricatas.

O próximo espetáculo será dia 13, no mesmo sítio, com mais uma sessão dia 18 de fevereiro.