Medida permite o reforço das medidas implementadas para o COVID-19.

O Hospital de Braga assume hoje novas medidas tendo em conta o plano de contingência Covid-19.

As novas medidas, nomeadamente a criação de um novo circuito e a suspensão da atividade clínica não urgente, surgem num período de alerta do panorama nacional, de modo a reforçar as medidas implementadas anteriormente.

Em declarações ao jornal “O Minho”, a unidade hospitalar adianta que o novo circuito possui espaço próprio e independente, separado do serviço de urgência, com ligação direta a uma ala de internamento dedicada, exclusivamente, ao encaminhamento de casos suspeitos com Covid-19.

Quanto à suspensão da atividade clínica não urgente, a medida vai entrar em vigor a partir desta segunda-feira, 16 de março e vai afetar módulos, como:

MóduloO que muda
ConsultasSuspensão de todas as consultas presenciais não prioritárias. Quando clinicamente adequado será efetuada consulta não presencial, através de contacto telefónico entre médico e utente. Nas consultas não presenciais será utilizada a Prescrição Eletrónica Médica.
Com a presença do utente no Hospital, apenas vão ser realizadas consultas prioritárias e que clinicamente o exijam.
As consultas canceladas vão ser remarcadas oportunamente.
Hospital de DiaO Hospital de Dia Oncológico mantém-se em funcionamento sem qualquer restrição e o Hospital de Dia Médico dará resposta aos utentes cuja situação clínica assim o justifique.
Bloco OperatórioMantém-se em funcionamento com as salas estritamente necessárias para dar resposta aos utentes prioritários e muito prioritários.
Meios Complementares de Diagnóstico e TerapêuticaAs marcações dos exames e colheitas de sangue serão ajustadas em função da sua prioridade clínica. Todos os utentes cujos exames forem cancelados, serão contactados para marcação posterior.
Encerramento do funcionamento da piscina do Serviço de Medicina Física e de Reabilitação.

O Serviço de Urgência mantém o normal funcionamento

– Outras medidas já implementadas no Hospital de Braga, com o propósito de minimizar a transmissão do Coronavírus junto da comunidade hospitalar, passam por:

Visitantes:

– De acordo com orientações do Ministério da Saúde e Direção-Geral da Saúde estão suspensas, desde 8 de março, por tempo indeterminado, todas as visitas externas a doentes internados, salvo exceções (grávidas e crianças) e outras determinadas pelo médico ou enfermeiro do Serviço (por exemplo: doentes em fase terminal).

– Durante o período de restrição de visitas, as equipas médicas e de enfermagem transmitirão informação de forma regular ao contacto significativo, indicado pelo utente internado.

– Estão ainda suspensas as visitas dos delegados de informação médica e representantes comerciais, salvo exceções autorizadas pelo Conselho de Administração.

Pedidos de informação clínica:

– O atendimento presencial no Gabinete de Acesso à Informação Clínica está suspenso por tempo indeterminado. Os pedidos de informação devem ser efetuados via email, correio ou fax.

Estágios e atividade formativa:

– Estão adiados todos os estágios realizados em áreas clínicas e não clínicas, até novas orientações.

– Está suspensa a atividade de formação interna de carácter não essencial, que será remarcada posteriormente em datas oportunas.

– Estão ainda suspensos todos os eventos científicos a serem realizados nos auditórios do Hospital de Braga.

Voluntariado e outros Parceiros:

– A atividade do Voluntariado do Hospital de Braga e de outras entidades parceiras está suspensa por tempo indeterminado no Hospital.

Saliente-se, ainda, que este plano contempla outras medidas que serão ativadas consoante as necessidades identificadas e de acordo com a fase de contingência em que nos encontramos.

De momento, a Direção-Geral da Saúde e a Administração Regional de Saúde do Norte encontram-se em contacto regular com o Hospital de Braga no sentido de transmitir informação atualizada sobre o tema.