Love Wedding Repeat estreou a 10 de abril na Netflix. A longa-metragem é um remake da comédia romântica francesa de 2012,  Plan the Table. Trata-se de uma comédia romântica que poderia cair num molde comum e repetitivo, no entanto, aborda o tema de forma inovadora.

O filme, dirigido por Dean Craig, conta a história de um simples casamento. Hayley e Roberto vão casar depois de se conhecerem em Itália. A mulher convida os seus amigos de Inglaterra e o seu irmão, Jack. Todos os seus convidados ficam sentados numa mesa designadamente inglesa.

Love Wedding Repeat 

Os problemas começam a surgir quando se percebe as inúmeras maneiras como oito pessoas se podem dispor numa mesa redonda. Nesta mesa sentam-se Jack, a sua ex-namorada, Amanda, o seu interesse romântico atual, Dina, entre outros. Marc, também colocado na mesma mesa, é obcecado por Hayley desde a adolescência de ambos e o seu plano é arruinar o casamento. Jack e Hayley tentam impedir o desastre enquanto mantêm as aparências para os restantes convidados.

A trama mostra o dia do casamento a desenrolar-se de várias formas diferentes, dependendo da disposição dos convidados na mesa dos ingleses. Quem fica ao lado de quem pode resultar numa escapadela romântica na casa de banho, na destruição do bolo de casamento ou na morte do próprio noivo.

Apesar do estilo de humor não ser nada de especial, é clássico. É difícil não esboçar um sorriso, ou até rir alto ao assistir a Love Wedding Repeat. Mesmo quando uma cena começa a parecer emocionante ou dramática, esse sentimento é rapidamente cortado por um alívio cómico. Desde piadas que vêm de um humor bastante negro e complexo a simples piadas sobre pénis e testículos, que são recorrentes contra as inseguranças do convidado Chaz, a variedade é qualidade neste ponto.

Love Wedding Repeat

Uma sensação de desconforto é permanente ao logo da longa-metragem. O excelente desempenho dos atores leva o público a sentir a imensa tensão que persegue as personagens cena após cena. O intenso gaguejar nas situações de constrangimento tanto tem piada como leva o espectador a sentir o mesmo.

Em termos técnicos, a imagem e fotografia do filme são bastante simples, típico do próprio género cinematográfico. No entanto, é inegável o excelente trabalho de luz. O guarda-roupa é também elementar, mas apropriado ao evento em que as personagens se encontram. Vestidos simples de verão, fatos formais e o vestido de noiva de Hayley, como não poderia deixar de ser.

Love Wedding Repeat destaca-se então como uma produção que encara um estilo simples, repetido e bastante saturado. No entanto, são vários os aspetos refrescantes que o elevam a um nível inovador e agradável.