O estabelecimento retomará as atividades dia 1 de junho, depois de efetuar uma nova ronda de testes.

O reinício da creche bracarense da delegação da Cruz Vermelha Portuguesa estava previsto para terça-feira. Contudo, “uma funcionária acusou positivo [para a covid-19] e decidimos colocar todos os restantes em isolamento profilático”, revelou David Rodrigues, responsável da instituição, à Lusa. A reabertura está marcada para dia 1 de junho.

Mais acrescenta que todos os funcionários serão testados novamente, antes da retoma das atividades. “O objetivo é evitar ao máximo todo e qualquer foco de contágio”, defende o encarregue pelo estabelecimento.

A creche acolhe cerca de 80 crianças, mas, hoje, o número não “chegaria à meia dúzia”, acrescentou David Rodrigues.