O Estado anunciou a criação de uma linha de apoio à cultura portuguesa. O programa de financiamento contribuirá com 30 milhões de euros para amenizar os danos da crise presente.

O primeiro-ministro apresentou que está previsto o investimento de 30 milhões de euros na programação cultural. Esta sexta-feira, António Costa reuniu com a Associação Nacional de Municípios Portugueses e foi neste contexto que revelou o projeto, cujo principal objetivo é apoiar um dos setores mais afetados pelas consequências da Covid-19.

António Costa deu importância ao desenvolvimento de espetáculos musicais, ainda este ano. O apoio financeiro pretende ajudar os municípios, considerados “maiores investidores em cultura do nosso país”, a manter alguma da programação cultural. Esta novidade surge apenas semanas depois de todos os festivais de verão, à exceção do Avante, terem sido cancelados.

Prevêem-se espetáculos tanto ao ar livre como em espaços fechados, permitindo a melhoria da situação económica do setor. Os previstos estão, no entanto, à mercê do desenvolvimento do vírus e das recomendações da DGS e OMS.