A iniciativa, que engloba artesanato, fotografia, música, dança e literatura, vai trazer artistas aos municípios minhotos durante um ano.

O programa “Amar o Minho” vai ser lançado esta quinta-feira, dia 28 de maio, e destina-se a reforçar a identidade cultural do Minho, de modo a “dinamizar o território do ponto de vista artístico e turístico”, como se pode ler em comunicado. A iniciativa é do consórcio Minho Inovação e conta com o apoio do Norte 2020 e dos FEEI. A rede de residências vai cobrir 24 municípios da região do Minho.

O projeto trata-se de uma iniciativa inédita em Portugal, cujo lançamento vai ser feito de forma digital, através de um vídeo promocional nas redes sociais e nos canais digitais. Artistas nacionais e estrangeiros vão recriar o território em projetos de arte em espaço público e dinamizar a programação cultural nestes tempos de pandemia.

Já no mês de junho, será inaugurada uma obra de arte de autoria da artista plástica Xana Abreu, em Vila Nova de Famalicão. Nos meses seguintes, o projeto conta com a participação da pintora Mónica Mindelis, do fotógrafo Rodrigo Amado e do coreógrafo Miguel Pereira, entre outros.

No primeiro semestre de 2021, os municípios de Amares, Arcos de Valdevez, Braga, Cabeceiras de Basto, Caminha, Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Valença, Viana do Castelo, Vieira do Minho, Vila Nova de Cerveira e Vizela vão acolher os artistas.