Pela primeira vez em mais de 800 anos, as festas sanjoaninas não acontecem de forma física.

A Associação de Festas de São João de Braga confirmou que as festividades sanjoaninas vão acontecer “dentro de portas” com um programa adaptado “à realidade que o país atravessa”. Amor Electro, artistas e associações culturais bracarenses são alguns dos marcos desta edição. O evento, que inicialmente tinha data marcada para os dias 15 a 24 de junho, não vai acontecer devido à pandemia de Covid-19.

“A proposta excecional para este ano, anuladas as Festas Tradicionais, será a de viver com muita alma” o São João, defende Firmino Marques, Presidente da Associação de Festas do evento, em comunicado.

A programação adaptada vai contar com atuações dos grupos Canto D’Aqui, Sinos da Sé, Rusga de São Vicente, Grupo de Cavaquinhos Dr. Gonçalo Sampaio, Grupo Folclórico da Universidade do Minho, Espiral, Ida e Volta e Banda Musical de Cabreiros. Estas “são algumas das associações que pisarão estúdio de televisão concebido especialmente para celebrar o São João de Braga”. Destacam-se, ainda, a Farra Minhota, Carlos Ribeiro, Maria Celeste, Valter e Borguinha e o “Rei David”.

No dia 23 de junho, acontece o único evento físico da edição: o Altice Forum Braga recebe os Amor Electro como cabeça de cartaz num concerto solidário, cuja verba angariada reverte na totalidade para o fundo social sanjoanino.

A altura servirá também de pretexto para que a Associação de Festas de São João de Braga apresente “o primeiro avanço do projeto de reinterpretação do cancioneiro sanjoanino bracarense, que será apresentado em 2021, e que conta com a colaboração de Daniel Pereira Cristo”.

O programa pode ser visto através dos canais digitais da Associação de Festas de São João de Braga, onde vão ocorrer as transmissões.