Empate contra o Marítimo fecha porta de acesso à Liga Europa

O Estádio dos Barreiros foi, este sábado, o palco do encontro que pôs frente a frente o Marítimo e o FC Famalicão. Em jogo a contar para a última jornada da Liga NOS, os minhotos não foram além de um empate a três golos e desta forma disseram adeus ao sonho das competições europeias.

O jogo mal tinha começado quando surgiu o primeiro golo da partida. Na marcação de um livre direto, Zainadine rematou forte e rasteiro. Depois de um pequeno desvio na barreira, o esférico acabou por trair o guardião famalicense e bater nas redes da baliza da equipa do Minho. Estava feito o primeiro tento dos madeirenses, que precisaram de menos de dois minutos para inaugurar o marcador.

O Famalicão reagiu de imediato ao golo sofrido e, à passagem do minuto sete, Pedro Gonçalves rematou forte, mas a bola acabou por embater no poste da baliza de Amir Abedzadech. Nos minutos seguintes, os minhotos continuaram a insistir e a criar oportunidades para empatar a partida. Ao minuto 25, os pupilos de João Pedro Sousa voltaram a levar perigo à baliza do Marítimo, com Coly a rematar de longe, mas a bola passou perto da trave da baliza do guarda-redes iraniano.

À passagem do minuto 30, foi a vez da equipa da Madeira tentar aumentar a vantagem. Num lance em que Nanu, depois de um passe de Milson, atirou forte e colocado, Vaná evitou o golo com uma atenta defesa. A turma de Famalicão controlou a posse de bola e ainda houve tempo para o golo do empate, quando, nos minutos de compensação, Zainadine fez falta sobre Toni Martínez, e o árbitro Tiago Martins apontou para a marca de grande penalidade. Na conversão do castigo máximo, Fábio Martins rematou à malha lateral, e bateu Amir, reestabelecendo o empate no marcador.

No regresso ao relvado, os maritimistas voltaram a marcar cedo. Tinham-se jogado apenas três minutos da segunda parte quando, Bebeto, de livre direto, colocou a bola dentro de área e René cabeceou para a baliza e fez o 2-1 para a equipa madeirense. Depois do segundo golo do Marítimo, o jogo abrandou e as oportunidades repartiram-se por ambas as equipas.

Nos últimos minutos do confronto, a equipa famalicense pressionou junto da baliza adversária, ameaçando fazer o 2-2. O segundo golo do FC Famalicão acabou mesmo por surgir, à passagem do minuto 87, com Roderick no coração da área a cabecear sem chances para Amir. Neste momento a equipa minhota precisava apenas de mais um golo para concretizar o sonho de ter um lugar na Liga Europa.

A turma do Minho acabou por fazer o terceiro, quando na sequência de mais um livre direto, o extremo Rúben Lameiras tirou dois adversários do caminho e chutou para o fundo da baliza, colocando o Famalicão com um pé nas competições europeias. No entanto, o sonho famalicense durou pouco tempo pois, ao minuto 95, Erivaldo aproveitou uma bola bombeada para a grande área, para rematar de primeira e fazer o golo do empate.

Com este resultado, o FC Famalicão fecha o campeonato com 54 pontos  no sexto lugar da tabela classificativa, ficando apenas a um ponto das competições europeias. Já o Marítimo termina a Liga NOS como 11º classificado, somando 39 pontos.

Recorde ainda: Gil Vicente cede empate frente ao FC Paços de Ferreira