Paulinho foi o homem da partida ao apontar um hattrick. Gverreiros do Minho vingaram derrota na primeira ronda do campeonato.

O SC Braga deslocou-se, na 31ª jornada da Liga NOS, até ao Estádio Capital do Móvel, para defrontar o FC Paços de Ferreira. Num momento em que os minhotos procuram a entrada direta na Liga Europa da próxima época e os castores tentam se afastar o máximo possível da linha de água, os arsenalistas golearam por 1-5.

O jogo não podia ter começado melhor para os bracarenses. Aos 58 segundos, Oleg empurrou Paulinho e Carlos Xistra apontou para a marca de grande penalidade. Na conversão, o avançado português atirou para o primeiro da noite.

Aos 11, os Gverreiros do Minho estiveram perto de aumentar a vantagem. Fransérgio lançou Ricardo Horta nas costas da defesa, mas, no um a um com Ricardo Ribeiro, o guardião levou a melhor. Mais perigosos, os pupilos de Artur Jorge voltaram a ver o guarda redes da casa negar-lhes o golo, depois de um remate picado de João Palhinha, já dentro da área.

A primeira oportunidade da equipa da casa surgiu aos 21. Num canto estudado da direita, João Amaral bateu rasteiro para Pedrinho, que atrasou para Stephen Eustáquio, mas o remate foi por cima da baliza.

Aos 33, Trincão tirou três adversários da frente e cruzou atrasado. Num jogo em que os penáltis se queriam assumir como a figura do jogo, a bola bateu no braço de Marcelo e Carlos Xistra voltou a apontar para a marca de grande penalidade. Paulinho não vacilou e fez o bis.

Com o pé no acelerador, não demorou muito até que os bracarenses chegassem ao terceiro. Um erro na defesa pacense deixou Paulinho no frente a frente com Ricardo Ribeiro e, depois de tirar o guardião da frente, o avançado atirou para o terceiro da conta pessoal e da turma visitante.

O SC Braga começou a segunda parte tal como a primeira: a marcar. Fransérgio deixou em Paulinho que, depois de se livrar de dois adversários, assistiu Ricardo Horta para o quarto da equipa.

Apesar do resultado, os pupilos de Pepa não baixaram os braços e, aos 78, Zé Uilton marcou o golo de honra da equipa da casa. A dois minutos do fim do tempo regulamentar, Diaby ainda podia ter diminuído mais a desvantagem, mas o cabeceamento foi à barra. A resposta arsenalista não tardou. Denilson falhou o passe e André Horta aproveitou para recuperar, tabelar com Rui Fonte e assistir Galeno ao segundo poste. O resultado final foi de 5-1.

O SC Braga soma, assim, a 17ª vitória no campeonato e mantém-se no 4º lugar, três pontos atrás do Sporting CP. O próximo encontro da turma bracarense é já quarta-feira, em casa, frente ao Belenenses SAD.

Recorde ainda: Gil Vicente vence dérbi minhoto após reviravolta