A mostra do fotógrafo sírio vai estar pela primeira vez em Portugal.

A exposição “Live, Love, Refugee”, do fotógrafo Omar Imam, é uma das 36 exposições inseridas na 30.ª edição dos Encontros da Imagem. Vai estar patente no Theatro Circo a partir de amanhã, dia 11, até ao dia 31 de outubro.

“Live, Love, Refugee”, de Omar Imam, é um retrato surrealista de refugiados sírios em campos no Líbano. A exposição vai estar presente no arranque da 30.ª edição dos Encontros da Imagem – Festival Internacional de Fotografia e Artes Visuais e pretende subverter a condição de refugiado, substituindo a habitual representação estatística por um olhar mais humano.

“O Omar Imam retrata o quotidiano dos refugiados sírios no Líbano, as suas frustrações, sonhos e dores, procurando uma simbiose entre o trabalho dele e uma catarse dos refugiados”, explica Carlos Fontes, diretor dos Encontros da Imagem, em declarações para a RUM.

No processo de conceção, Omar Imam sugeriu aos refugiados a encenação de quadros surreais, e o resultado foi um conjunto de fotografias nas quais é possível observar situações tão diversas como a recriação de um espetáculo circense ou a pose de uma equipa de futebol, formada por mulheres, homens e pessoas com deficiência motora.

“O fotógrafo pede aos refugiados que recriem aquilo que lhes vai na cabeça, os sonhos que têm de um dia deixarem de ser refugiados, e encenam um conjunto de imagens com uma força terrível”, sublinha Carlos Fontes, acrescentando que o trabalho de Omar Imam é “curador, faz bem à alma” dos fotografados.

As fotografias de “Love, Live, Refugee” são todas a preto e branco, com molduras negras, e vão ter o enquadramento dos longos cortinados de veludo vermelho do salão nobre do Theatro Circo. A entrada para a exposição é gratuita.