A Câmara Municipal de Ponte de Lima comparticipa 70% das obras de requalificação até ao montante máximo de 14.106,40€.

Segundo a Câmara Municipal de Ponte de Lima, o protocolo de cooperação deve-se à “importância da prática desportiva como componente essencial e de referência para a formação e edução das crianças e jovens”. Com cerca de 20 anos, o Polidesportivo de Rebordões de Souto apresenta “um desgaste próprio da utilização deste tipo de equipamento”, precisando, nomeadamente, da substituição do pavimento e de balizas novas.

Durante a sessão de acordo, o Presidente da Junta de Rebordões de Souto, António Cerqueira Amorim, agradeceu o apoio da Câmara Municipal e destacou a “importância deste recinto desportivo, não só para a comunidade local, como para a comunidade escolar, frequentada por mais de 55 alunos”. Em entrevista ao AltominhoTV, o Presidente da Junta referiu que na freguesia não há, no espaço da escola, nenhum equipamento desportivo. “Este, que está a pouco mais de 30 a 40 metros da escola, era utilizado por miúdos sem condições”, explicou.

Por sua vez, o Presidente da Câmara Municipal, Victor Mendes, mencionou que o Polidesportivo de Rebordões de Souto resultou de um investimento que tem cerca de 20 anos, “dentro daquilo que, na altura, tinha sido a política de investimento num conjunto de infraestruturas e de equipamentos desportivos espalhos pelo concelho”.

Relembrou que, “hoje, felizmente, a realidade é diferente para melhor”. Desta forma, recordou o aumento do número de “equipamentos desportivos, com mais qualidade, com melhores condições, nomeadamente os nossos pavilhões gimnodesportivos que estão espalhados pelo concelho”.

Considerando Ponte de Lima “o concelho que maior aposta faz na educação, ao nível pedagógico e na aquisição de equipamentos inovadores”, Victor Mendes não nega a importância de requalificação do espaço. A obra deve estar concluída dentro de um mês.