Seis entradas e dez saídas marcam, para já, o mercado arsenalista.

Em declarações à comunicação social, Carlos Carvalhal, treinador do SC Braga, prometeu “muita gente na fase ofensiva” para a próxima época e considerou a manutenção do equilíbrio tático a maior dificuldade deste sistema. O treinador dos minhotos acredita que a sua equipa está “preparada para a competição”.

Para o capitão do SC Braga, Fransérgio, o objetivo do clube passa pela conquista do terceiro lugar, que dará acesso às pré-eliminatórias da Liga dos Campeões. Mas para não cair em ilusões, o médio disse que a equipa vai “jogo a jogo”, sem pensar, para já, no objetivo traçado.

Os minhotos têm 27 jogadores no plantel principal, número resultante de importantes entradas e saídas na equipa arsenalista. Fransérgio vê com bons olhos a adição de jogadores como Gaitán e Castro, que adicionam experiência à equipa e a permite estar “preparada para tudo”.

Os Guerreiros do Minho contrataram seis novos jogadores para a temporada que se avizinha. No eixo defensivo, entrou Zé Carlos (ex-Leixões). Para o meio campo, o SC Braga assinou com André Castro (ex-Goztepe) e Al Musrati (ex-Vitória SC). Por fim, para a frente de ataque, Nico Gaitán (ex-Lille), Guilherme Schettine (ex-Santa Clara) e Iuri Medeiros (ex-Nuremberga) são as novas caras do clube.

* O plantel bracarense para a época 2020/21, ainda sujeito a alterações devido ao mercado de verão continuar aberto. 

Em sentido contrário, foram dez as saídas dos quadros dos bracarenses. Entre os postes, o SC Braga perdeu Eduardo, que pôs um ponto final à sua carreira. Na defesa, saíram Diogo Viana, Pedro Amador, Pablo Santos, Bruno Wilson. No centro do terreno, João Paulinha disse adeus à cidade minhota. No eixo ofensivo, os minhotos fizeram a sua maior venda de sempre, Trincão, que rumou ao FC Barcelona por 31 milhões de euros. Além do jovem extremo, também Ahmed Hassan, Wilson Eduardo e Murilo Souza.

O SC Braga dá o pontapé de saída no campeonato português, no Dragão, onde enfrenta o FC Porto, no próximo dia 19 de setembro, pelas 21h. Carlos Carvalhal garante que a equipa está preparada para cumprir os objetivos traçados e que vai tentar que esta seja a época de afirmação dos bracarenses, no ano do seu centenário.