A iniciativa arranca em vários canais de comunicação, da televisão ao digital, passando pela rádio. O Nova Arcada é uma das caras da iniciativa.

A campanha #VamosAoCinema nasceu por parte da Associação Portuguesa de Defesa de Obras Audiovisuais (FEVIP) e do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA). A Associação para a Gestão Coletiva de Direitos de Autor e de Produtores Cinematográficos e Audiovisuais (GEDIPE), a Academia Portuguesa de Cinema e a Associação Portuguesa de Exibidores de Cinema (APEC) são outros nomes que apoiam esta iniciativa.

O movimento é “um convite a todos os portugueses a fim de poderem satisfazer alguns dos seus desejos e pô-los em prática: indo ao cinema”, exclama Paulo Santos, diretor-geral da FEVIP, em comunicado. O responsável acrescenta ainda que “todos os cinemas que já se encontram abertos cumprem com as regras de higiene e segurança impostas pela DGS estando por isso aptos e à espera de poder receber todos os apaixonados pela experiência de ver um filme no grande ecrã”.

Apesar do plano de desconfinamento do Governo ter permitido a abertura de salas de espetáculos, teatros e cinemas a 1 de junho, apenas algumas salas reabriram nessa data. Segundo dados do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA), cerca de 12.400 espectadores foram ao cinema em junho, o que representou uma quebra de 99% da assistência registada em junho de 2019. Em julho, cerca de 78 mil espectadores foram ao cinema em julho, uma quebra de 95,6% face ao período homólogo de 2019.

Paulo Santos deseja que as pessoas recuperem o gosto pelo cinema e “experienciem algo único que só o cinema consegue oferecer: risos, lágrimas, emoção, adrenalina”. Além disto, estarão “a contribuir para que este setor da cultura consiga recuperar a robustez de outrora”, refere.

O cinema do Nova Arcada, em Braga, é uma das caras de #VamosAoCinema. Neste sentido, revela as novas medidas de segurança no seu site oficial e convida todos a regressar ao grande ecrã.