O evento realiza-se todos os anos e é um ex libris da cidade e da freguesia bracarense.

A 15ª edição do Presépio ao Vivo de Priscos, em Braga, foi cancelada e adiada para 2021. O anúncio foi feito esta terça-feira, dia 20 de outubro, com a pandemia como motivo do sucedido.

Citada pela Braga TV, a organização informa que “é com muita tristeza, mas também com grande sentido de responsabilidade que perante o cenário de perigo de contágio pela Covid-19, e assumindo o risco que pode constituir a realização de um evento como o Presépio Vivo de Priscos”, assumindo ainda que “tendo como prioridade a proteção da saúde pública, todas as sessões previstas no âmbito desta décima quinta edição, ficam sem efeito”. O anúncio foi feito com base nas recomendações da Direção-Geral de Saúde.

O pároco da freguesia de Priscos e mentor do maior presépio vivo da Europa, João Torres, mostrou-se triste com a situação. No entanto, garante que a prioridade é a proteção e saúde da população, explicando que seria impossível garantir o cumprimento das medidas preventivas emanadas pela DGS, por haver muitos envolvidos. Todos os anos, passam pelo Presépio ao Vivo de Priscos mais de 600 figurantes e entre 100 mil a 144 mil visitantes.

João Torres deixou ainda uma mensagem de ânimo e força, reiterando a necessidade de adiamento do evento pela segurança de todos e por respeito aos profissionais de saúde, garantindo que o maior presépio da Europa, ícone natalício que leva milhares de pessoas a visitar a freguesia de Priscos, voltará em 2021 com melhores condições.