O tento dos gilistas foi apontado por Samuel Lino.

Em partida afeta à jornada quatro da Liga NOS, o Gil Vicente recebeu, no Estádio Cidade de Barcelos, o CD Tondela. A partida deste sábado terminou com o empate a uma bola.

A formação comandada por Rui Almeida entrou pressionante e procurou, desde cedo, tomar as rédeas do jogo. Ao minuto 12, Antoine Léautey seguia isolado para a baliza adversária, mas foi travado em falta por Babacar Niasse. O árbitro expulsou o guardião senegalês e deixou os forasteiros reduzidos a dez unidades.

Os barcelenses tiraram partido da superioridade numérica e, a cinco minutos da meia hora de jogo, adiantaram-se no marcador. O golo surgiu por intermédio de Samuel Lino, que aproveitou da melhor maneira o corte defeituoso de Jota Gonçalves. No decorrer do minuto 38, o avançado brasileiro ficou perto de bisar, mas tal não aconteceu e ao intervalo o placard registava o 1-0.

O Gil Vicente voltou dominante dos balneários e, ao minuto 51, Samuel Lino voltou a atirar a bola para o fundo das redes tondelenses. Ainda assim, o golo acabou por ser anulado, dada a posição irregular do camisola 29 gilista no momento do passe de Talocha.

Contra a corrente do jogo, o CD Tondela acabou por chegar ao empate. O cruzamento traiçoeiro de Filipe Ferreira surpreendeu Dennis e acabou dentro da baliza barcelense. Dois minutos depois, Léautey ficou perto de dar, novamente, a vantagem à turma de Rui Almeida. Porém, o avançado francês perdeu o duelo com Pedro Trigueira e a igualdade não foi desfeita.

Até ao fim do encontro, os homens de Barcelos ficaram por duas vezes perto de chegar à vantagem no marcador. Tanto o remate de Kanya Fujimoto, como o cabeceamento de Yves Baraye saíram desenquadrados com a baliza adversária e o resultado manteve-se inalterado.

Com este empate, os barcelenses ocupam, à condição, o sétimo posto da tabela classificativa, com cinco pontos registados. No próximo sábado, o Gil Vicente defronta o FC Porto, num jogo relativo à jornada cinco da Liga NOS.

Recorde ainda: FC Famalicão empata na receção ao Rio Ave