Gilistas voltam às vitórias em casa para o campeonato seis jornadas depois.

O Gil Vicente defrontou o CD Santa Clara esta tarde no Estádio Cidade de Barcelos. A partida, a contar para a 20.ª jornada da Liga NOS, terminou com o resultado de 1-0.

No primeiro tempo, de parte a parte, não faltaram oportunidades e, com apenas cinco minutos corridos, já os açorianos tinham desperdiçado duas boas oportunidades. Ainda dentro do primeiro minuto, Lincoln, em grande posição, atirou contra um defensor gilista e pouco depois, aos cinco minutos, Anderson Carvalho atirou “em vólei” com estrondo à trave da baliza de Denis.

Os minhotos responderam à melhor entrada dos visitantes e aos nove minutos, após cruzamento de Kanya Fujimoto, Samuel Lino cabeceou ao lado. Aos 18 minutos, foi o próprio jogador japonês quem tentou a sua sorte com um remate rasteiro que não passou longe da baliza à guarda de Marco Pereira. No entanto, logo no lance seguinte, Baraye perdeu o esférico em zona proibida e só uma grande estirada do guardião Denis impediu um golo de belo efeito a Allano.

Até ao intervalo registo de mais duas grandes oportunidades, uma para cada lado. Primeiro, aos 38 minutos, Rúben Fernandes, defesa-central da turma da casa, isolou Samuel Lino que se deslumbrou com a oportunidade e retardou muito uma finalização que terminou com defesa de Marco Pereira. A seguir, aos 43 minutos e após a cobrança de um pontapé de canto a favor da formação forasteira, a bola sobrou para Crysan que, com a baliza gilista à sua mercê, atirou forte, mas por cima.

Chegou, então, ao final um primeiro tempo em que o nulo não refletia as muitas oportunidades criadas por ambas as formações. O segundo tempo, por sua vez, não foi tão vistoso, ainda que o Gil Vicente FC tenha assumido de forma vincada as rédeas do jogo.

A ausência de oportunidades claras de golo foi o mote do segundo tempo, tendência que se inverteu nos últimos 20 minutos, quando os barcelenses procuraram insistentemente o golo da vitória. Aos 73 minutos, na sequência de um pontapé de canto, foi o lateral Henrique Gomes quem cabeceou para defesa difícil de Henrique Gomes. Pouco depois, aos 78 e novamente num lance de bola parada, a bola caiu nos pés de Pedrinho que, em boa posição, atirou por cima.

Todavia, foi já no segundo minuto do período de descontos que a equipa de Ricardo Soares conseguiu chegar ao golo. Lourency conquistou um penalti, e Pedrinho puxou a si a responsabilidade e atirou para o fundo da baliza.

O guardião do CD Santa Clara ainda adivinhou o lado, mas não parou o remate do médio português. Até ao apito final, num lance de contra-ataque, o Gil Vicente FC ainda dispôs de uma grande oportunidade por intermédio de Pedro Marques que atirou ao lado, portanto, o 1-0 manteve-se até final.

Com este resultado, o Gil Vicente FC sobe ao 14.º lugar e ganha uma bomba de oxigénio na tabela classificativa. O próximo encontro dos barcelenses é já no dia 28, frente ao CD Tondela, igualmente para a Liga NOS.

Recorde ainda: Moreirense perde na visita ao Estádio do Bessa