Derrota pela margem mínima determina o terceiro desaire consecutivo dos minhotos.

O Estádio José de Alvalade recebeu, este sábado, o encontro entre o Sporting CP e o Vitória SC. A partida a contar para 24ª jornada da Liga NOS ficou marcada pelo domínio dos leões, que venceram por uma bola a zero.

As ocasiões não apareceram nos primeiros minutos do jogo, momentos em que ambas as equipas ainda se encontravam fechadas e com as linhas baixas. Aos dez minutos, a equipa do Sporting CP fez a sua primeira ameaça, com Pedro Gonçalves a criar desequilíbrio dentro da grande área dos vimaranenses, no entanto, o médio português não conseguiu finalizar a jogada.

Nos minutos seguintes, a equipa lisboeta começou a mostrar com mais frequência as suas valências ofensivas. Ao minuto 14, João Mário fez o primeiro remate da partida e obrigou Bruno Varela a corresponder com uma excelente defesa. Nos minutos seguintes, os verdes e brancos atiraram várias vezes à baliza vitoriana, mas ainda sem conseguirem concretizar de forma eficaz.

À passagem do minuto 25, Tiago Tomás fez a bola tocar nas redes da baliza adversária, depois de um passe em diagonal de Pedro Gonçalves. Mas, depois da análise do VAR, o golo acabou por ser anulado pela equipa de arbitragem, que considerou que a bola ultrapassou o limite lateral do campo no início da jogada.

A equipa minhota que ainda não tinha aparecido na zona ofensiva do campo atacou, de forma perigosa, a baliza dos leões, à passagem do minuto 33. Primeiro através do remate de Marcus Edwards, desviado por Antonio Adan, com a bola a bater na trave antes de sair pela linha final. No seguimento do pontapé de canto, o esférico voltou a bater no ferro da baliza leonina, depois do segundo remate efetuado pela equipa vitoriana.

Apesar da dupla ameaça, os minhotos não conseguiram manter-se muito tempo no ataque e rapidamente baixaram as linhas, o que fez com que o Sporting CP voltasse a dominar a posse de bola. Aos 41 minutos, surgiu o primeiro e único golo do encontro. Na cobrança de um livre direto, a bola pingou na grande área dos vimaranenses. Na sequência, Palhinha ganhou nas alturas e colocou a bola na cabeça de Gonçalo Inácio, que fez o 1-0 no marcador.

Na segunda parte, o jogo foi mais dividido entre as duas equipas. A formação minhota entrou melhor, mas os pupilos de Rúben Amorim continuaram a controlar a partida. Apesar das várias tentativas, tanto de um lado como de outro, nenhuma delas constituiu perigo suficiente para mudar o placard e o 1-0 manteve-se até ao final do encontro.

Com este resultado, o Vitória SC somou a terceira derrota consecutiva e encontra-se no sexto lugar da tabela classificativa, com 35 pontos. No próximo jogo, os minhotos recebem o CD Tondela, no Estádio D. Afonso Henriques, numa partida agendada para o próximo dia 4 de abril, depois da paragem para as seleções.

Recorde ainda: Moreirense incapaz de travar a ofensiva do FC Paços de Ferreira