Erros defensivos e ineficácia à frente da baliza ditaram uma derrota por 3-1 no Estádio da Luz na jornada inaugural da Liga NOS 2017/2018. Com Jefferson à cabeça, a defesa bracarense entrou sempre em “alvoroço” quando os jogadores do Benfica aceleravam. Por outro lado, Xadas mostrou que é um jogador a ter em conta para esta época.

Obrigado a mexer na equipa, Abel Ferreira apostou em Xadas, Vukcevic e Ricardo Horta para renderem Pedro Santos, Danilo e Wilson Eduardo. Com uma boa entrada por parte dos Gverreiros do Minho, Vukcevic esteve perto de abrir o marcador à passagem do sétimo minuto. Rui Fonte cruza para o montenegrino mas este atrapalha-se e remata contra o próprio pé. Apesar da boa entrada dos minhotos, na primeira vez em que o Benfica aproximou-se da baliza bracarense, fez golo. Pleno de oportunidade, Seferovic emenda um cruzamento de Jonas colocando os encarnados na frente do marcador. O SC Braga reagiu e esteve perto do empate, com Rui Fonte a desperdiçar a oportunidade de igualar o marcador.

O Benfica acelerou o jogo e chegou ao segundo golo por intermédio de Jonas. Depois de um livre cobrado para a área bracarense, Raul Silva cortou a bola de forma incompleta e colocou a bola à mercê de Jonas que, de primeira, bateu o guarda-redes da equipa minhota. Depois do segundo golo encarnado, o SC Braga conseguiu ter mais bola. Até que à passagem do minuto 44, e depois de uma boa jogada de envolvimento, Hassan reduziu o marcador. Horta isola o egípcio na direita que perante a saída de Bruno Varela “pica” a bola por cima do internacional sub-21 português. O jogo não foi para intervalo sem que o SC Braga passasse por mais um calafrio, com Salvio a ficar perto do terceiro golo.

As equipas regressaram das cabines com os minhotos a quererem chegar ao empate. Com mais posse de bola no meio campo ofensivo, os bracarenses viram um golo a ser invalidado a Hassan. Com mais engenho, os jogadores benfiquistas aproveitaram melhor as oportunidades. Depois de uma boa jogada de Cervi, o argentino cruza a bola, que com alguma fortuna à mistura, sobra para Salvio, que confirma o terceiro golo encarnado. Estava assim feito o 3-1 no marcador.

O SC Braga continuou a trocar a bola no meio campo benfiquista, mas quando o Benfica a recuperava, acelerava o seu jogo e criava perigo. Com Seferovic a ser uma dor de cabeça para os defesas minhotos, valeu Matheus a negar o quarto golo ao reforço encarnado. Até ao final do encontro, os encarnados controlaram o jogo e conquistaram os primeiros três pontos no campeonato.

Na próxima jornada, O SC Braga vai tentar conquistar os primeiros pontos nesta nova edição da Liga NOS. Perante o seu público, o emblema bracarense defronta o recém-promovido Portimonense.