A Juventude de Viana perdeu esta noite em casa, frente ao campeão nacional, Futebol Clube do Porto, por expressivos 1-8, em jogo a contar para a quinta jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Hóquei em Patins.

Os minhotos orientados por Pedro Sampaio, vinham de uma derrota no reduto do Benfica, por 10-4 e queriam recuperar a senda de vitórias, diante do seu público. Já o Porto vinha de uma grande vitória em casa para a Liga dos Campeões, frente ao Barcelona, por 6-2.

A partida iniciou-se indiscutivelmente a favor dos azuis e brancos: nos dois primeiros remates efetuados à baliza defendida por Jorge Correia, os ‘dragões’ faturaram dois golos, estabelecendo o resultado em 0-2, à passagem do segundo minuto do encontro, apanhando a formação de Viana do Castelo completamente desprevenida. A Juventude entrava bastante mal no encontro. O Porto, com grande eficácia no ataque e impondo um ritmo de jogo elevado, cedo se afirmava no desafio.

A Juventude procurou reagir ao choque inicial e volvidos cinco minutos, reduziu a desvantagem, por intermédio do experiente avançado Luís Viana, que isolado perante Edo Bosch, não desperdiçou e colocou o resultado em 1-2.

Os minhotos acreditavam assim puder dar a volta ao resultado, mas numa jogada rápida de contra-ataque, Pedro Moreira repôs a vantagem de dois golos para o Porto. Os comandados de Pedro Sampaio não dispunham de grandes argumentos no encontro. Antes do intervalo, sofreram o quarto golo, por intermédio de Vítor Hugo.

A buzina soou, anunciando o final da primeira parte, com o resultado estabelecido nos 1-4, favorável aos ‘dragões’. A Juventude sentia que precisava de fazer muito mais no jogo para voltar à discussão pelo resultado, nomeadamente na defesa, onde pecou bastante na primeira parte, não conseguindo travar os rápidos contra-ataques dos campeões nacionais.

A etapa complementar iniciou-se e a Juventude teve a oportunidade de criar desconforto no seio portista, mas Luís Viana não conseguiu converter uma grande penalidade. Pouco depois, o Porto alcançou a tranquilidade no encontro, por intermédio de Ricardo Barreiros, estabelecendo o marcador em 1-5.

A oito minutos do fim do encontro, Vítor Hugo voltou a marcar, numa altura em que os minhotos já nada conseguiam fazer para travar a avalanche ofensiva dos portistas. Um minuto volvido e o Porto ampliou ainda mais o resultado, por Pedro Moreira, que assim completou o hat-trick no encontro. Logo a seguir ao golo, Edo Bosch, deu lugar a Nélson Magalhães na baliza dos azuis e brancos.

A cinco minutos do fim, Vítor Hugo selou o encontro, com novo hat-trick, marcando o oitavo golo para o Porto, fixando o resultado final, favorável aos campeões nacionais. A Juventude, que não pode contar com André Centeno e João Pinto, não teve argumentos para contrariar o poderio ofensivo do Porto, somando a segunda derrota no campeonato. Já o Porto segue invicto com cinco vitórias em cinco jogos.

Na próxima jornada, a Juventude de Viana desloca-se ao reduto do AD Valongo, em jogo agendado para 1 de dezembro, com início pelas 15 horas.