Este domingo, o Gil Vicente deslocou-se ao Estádio do Restelo para jogar a 11.ª jornada da Liga ZON Sagres contra o Belenenses, tendo a partida terminado com um empate a zero.

O Gil Vicente parecia ter entrado bem na partida, criando logo nos dois minutos iniciais um lance de perigo para a baliza de Matt Jones. Todavia, foi o Belenenses quem mais pressionou e mais ofensivo esteve na primeira parte. Enquanto isto, os minhotos estavam com problemas em sair em transição e muito pouco ofensivos.

Ao minuto 35, a equipa da casa ficou reduzida a dez jogadores, após expulsão de Fredy, por agressão a Paulinho. A partir desse momento, a equipa de Marco Paulo perdeu intensidade, apesar de terem jogado melhor neste primeiro tempo. No entanto, estes dez minutos finais não foram suficientes para alterar o resultado, nem para assustar a equipa da casa.

Na segunda parte, o Belenenses começou melhor e não obstante à superioridade numérica, os gilistas continuaram sem arriscar muito no ataque, nos primeiros minutos.

Porém, à passagem do minuto 62, Paulinho, já dentro da área rematou bem perto da baliza de Matt Jones, mas com a bola a passar acima da trave. A partir deste minuto, a equipa de João de Deus pareceu ter acordado e investido ofensivamente, com sucessivos ataques e remates com maior ou menor perigo, mas todos sem sucesso.

A melhor oportunidade para os minhotos de passarem para a frente do marcador, deu-se ao minuto 80, com cabeceamento na pequena área de João Vilela. Contudo Matt Jones negou esta hipótese de golo.

Desta forma, a partida terminou com um empate e o Gil Vicente isola-se temporariamente no quarto lugar, com 18 pontos, ficando à espera do resultado do Estoril. Na próxima jornada, os minhotos recebem o Sporting.