No arranque da 14ª Jornada do Campeonato Nacional de Futebol, o SC Braga deslocou-se à Madeira e empatou frente ao Marítimo (2-2). Foi o primeiro empate da temporada para a formação de Jesualdo Ferreira, conseguido através da capacidade que os minhotos tiveram em reagir aos dois golos sofridos em três minutos.

Os minutos iniciais da partida foram jogados intensamente no meio campo, com duas equipas coesas e a disputar plenamente num “campo de batalha”. A primeira ameaça veio da parte do SC Braga, com um pontapé de Luiz Carlos a passar por cima da baliza de Leoni. O jogo continuava movimentado e disputado por ambas as partes, mas foi a equipa da casa a fazer tremer a defesa do SC Braga: aos 27minutos, na sequência de um canto, Baiano o golo a Derley com um corte em cima da linha.

Os madeirenses estavam mais atrevidos e usufruíam de alguns erros defensivos da formação bracarense. Aos 35 minutos, após canto favorável ao Marítimo, Eduardo fez uma primeira defesa, mas na recarga Danilo Pereira foi mais veloz e inaugurou o marcador. O pior para o SC Braga chegou passado três minutos: a equipa minhota, sem tempo para respirar e algo apática, deixou passar um passe soberano de Artur para Derley, que cabeceou para o segundo golo da partida (2-0).

Com um Marítimo no auge, os minhotos tiveram de dar a volta à situação e a sorte sorriu ainda antes do apito para o intervalo. Após um canto e um primeiro remate de Sasso, mal defendido pelo guarda-redes Leoni, a astúcia de Alan na recarga fez o primeiro golo para os bracarenses (2-1), aos 43 minutos.

Na segunda parte, era o SC Braga a equipa mais lutadora, a querer remendar os erros cometidos anteriormente e com a ambição de dar a volta ao marcador. Aos 52 minutos, um centro perigoso de Alan quase fez a diferença, mas Leoni, com os punhos, defendeu para longe. O Marítimo reagiu e, aos 65 minutos, Heldon fez tremer a baliza de Eduardo num pontapé de bicicleta que acabou por embater no poste.

Os minhotos não tinham tarefa fácil, pois o Marítimo continuava com boa organização defensiva. A solução era a persistência e, numa primeira tentativa, Edinho falhou grande oportunidade de golo, mas, à segunda, foi a vez de Pardo acertar em cheio no fundo das redes madeirenses, fixando-se o resultado final em 2-2­, aos 81 minutos.

Com este resultado, o SC Braga soma um ponto na Madeira e termina o ano fora dos lugares europeus. O primeiro jogo do novo ano é um derby minhoto, frente à equipa do Vitória de Guimarães.