No jogo que encerrou a 20ª Jornada do Campeonato Nacional de Futebol, o Vitória de Guimarães deslocou-se à Luz, onde perdeu por 1-0. Foi um jogo intenso em que os vimaranenses bem tentaram travar a confiança e superioridade benfiquista, mas sem sucesso.

Na primeira parte, o Benfica entrou fulminante, com um lance de grande perigo a surgir pelos pés de Rodrigo, que rematou à boca da baliza para excelente defesa de Douglas. O aviso encarnado estava dado, faltava um Vitória de Guimarães sem medo de sair para o ataque.

Minutos depois, Enzo Perez e Jardel chocaram de cabeça, o que provocou uma paragem na partida que viria a quebrar algum ritmo. Os vimaranenses aproveitaram a situação e, por momentos, impuseram-se em campo: primeiro, Maazou foi impedido nas alturas por Luisão e, logo de seguida, após centro de Crivellaro, o defesa encarnado afastou, novamente, o perigo.

Mais tarde, os homens da casa voltaram a assumir o comando do jogo com a ajuda do sérvio Markovic que deu trabalho aos defesas vimaranenses. Aos 29 minutos, Markovic desmarcou Rodrigo, o espanhol serviu Sulejmani que viu o golo à frente, mas o defesa Paulo Oliveira impediu os festejos numa preciosa intervenção. A equipa de Rui Vitória não se deixou intimidar e, dez minutos depois, Maazou ganhou espaço na área, atirou com força, mas o guarda-redes Oblak conseguiu uma excelente defesa que impediu o golo.

O Benfica não deu parte fraca, tinha mais posse de bola e o seu jogador-chave, Markovic, estava em dia “sim”. Marcava o cronómetro 40 minutos quando Rodrigo desmarcou o sérvio, que, na cara de Douglas, recebeu de primeira e fez um “chapéu” de génio, deixando o guarda-redes sem reacção. O primeiro golo estava feito e até ao intervalo o jogo baixou de intensidade.

No segundo tempo, o Benfica voltou a entrar persistente e com vontade de aumentar a distância no marcador. Aos 50 minutos foi a vez de Sílvio, num forte remate fora da área, a obrigar Douglas a agigantar-se e a impedir o segundo golo da partida. À formação minhota, demasiado calculista, faltava entreajuda e segurança, pois eram poucas as situações de perigo.

Aos 54 minutos Barrientos ainda tentou rematar de longe, mas Oblak defendeu tranquilamente. Por momentos, o jogo arrefeceu e eram poucas as oportunidades para ambas as partes. O Benfica estava mais preocupado em segurar o resultado e o Vitória de Guimarães pouco fez para mudar o rumo da história.

Aos 86 minutos, Lima ficou “frente-a-frente” com Douglas, mas não conseguiu fazer mais do que atirar a bola às malhas laterais. Minutos depois, Ruben Amorim serviu Salvio na perfeição e o argentino atirou para excelente defesa do guardião vimaranense. A partida estava controlada pelo Benfica, que se instalou no meio-campo do Vitória de Guimarães até ao apito final, garantindo os três pontos.

Com este resultado, os minhotos mantêm o sexto lugar da tabela classificativa e na próxima jornada recebem o FC Porto.