O HC Braga perdeu na tarde de sábado no reduto do Paço d’Arcos por 5-3, em jogo a contar para a 25ª jornada do Campeonato Nacional da Primeira Divisão de Hóquei em Patins.

Vendo-se a jogar em casa, o Paço d’Arcos tinha a oportunidade de dar um importante passo no que toca à manutenção, caso vencesse a equipa minhota. A equipa da casa começou melhor e inaugurou o marcador, por Tiago Roquete. O Braga reagiu e na jogada seguinte chegou à igualdade, por intermédio de Fred.

O jogo estava vivo e dinâmico e Rui Pereira, de grande penalidade, colocou novamente o Paço d’Arcos em vantagem na partida. Os comandados de André Torres beneficiaram de igual oportunidade para empatar o jogo, mas o capitão Luís Filipe não conseguiu bater o guardião Carlos Silva. As equipas recolheram aos balneários para o descanso com o resultado fixado nos 2-1 favorável à equipa da casa.

No segundo tempo, os bracarenses entraram melhor e chegaram ao empate novamente por Fred, desta feita de livre direto. A importância das bolas paradas estava à vista e foi comprovada quando Nélson Ribeiro colocou o Paço d’Arcos na frente do marcador, mais uma vez, de grande penalidade.

A cerca de cinco minutos do fim, o Braga cometeu a décima falta, beneficiando assim os homens da casa de um livre direto. Rui Pereira avançou para a marca e não vacilou, colocando pela primeira vez o Paço d’Arcos em vantagem por dois golos de diferença.

O Braga não baixou os braços na reta final da partida e reduziu por intermédio de Piolho. Os homens do Minho tentaram de tudo para chegar pelo menos ao empate, mas mais uma vez a eficácia das bolas paradas falou mais alto: João Alves, de penálti, bateu Guilherme Silva e sentenciou o resultado final.

O Paço d’Arcos mantém assim a décima primeira posição (que dá lugar a play-off), enquanto o Braga se encontra no nono posto da tabela. Na próxima jornada o HC Braga recebe o Física, em jogo a ser disputado pelas 17 horas.