A aposta no empreendedorismo e as novas políticas de desenvolvimento da cidade, aplicadas pela autarquia bracarense, no último ano, estiveram em destaque, esta segunda feira, no programa “Prós e Contras”, emitido, em direto, a partir da capital do minho.

O investimento crescente na formação e desenvolvimento de empresas, na cidade, foi um dos assuntos mais discutidos no debate. A propósito, esteve em destaque a StartupBraga, uma das principais incubadoras de empresas da região, promovida pela InvestBraga, a nova Agência para a Dinamização Económica de Braga. De acordo com o presidente da agência, Carlos Oliveira, o “principal objectivo da StartupBraga é levar a ciência a todo o mercado mundial”.

A Tecnologia e a Ciência são as áreas que têm merecido um maior investimento por parte dos jovens empreendedores bracarenses. “Diria que na StartupBraga damos prioridade ao empreendedorismo de conhecimento e de inovação”, explicou Carlos Oliveira ao ComUM, à margem do debate.

O Instituto Ibérico de Nanotecnologia, situado junto à UMinho, foi um dos testemunhos enunciados para o posicionamento vanguardista da cidade de Braga.

No debate, houve oportunidade para conhecer projetos recentes e inovadores, muitos deles nascidos na Universidade do Minho. Foi o caso da cerveja “Letra”, produzida de forma artesanal. A ideia partiu de um grupo de diplomados em Engenharia Biológica da UMinho. “Conseguimos conciliar fatores como a UMinho e estágios escolares orientados para a investigação e criação de produtos”, explicou Filipe Macieira, membro da FermentUM, a empresa produtora da cerveja “Letra”. Em 2013, a FermentUM foi eleita a melhor start-up agro-industrial do ano.

Da tecnologia para a cultura, o ator António Durães observou que “nos últimos 30 anos, a cultura quase desapareceu da cidade”. A seu entender, “algo de muito mal aconteceu”. O presidente da InvestBraga, Carlos Oliveira, explica este facto com a aposta central na área tecnológica, embora existam “programas regionais especializados na cultura”.

Foi a primeira vez que a cidade recebeu o “Prós e Contras”, um debate que reuniu centenas de cidadãos bracarenses, das mais variadas áreas, no Theatro Circo. A iniciativa contou com um leque de quatro oradores: António Cunha, Reitor da UMinho, D. Jorge Ortiga, Arcebispo Primaz de Braga, Ricardo Rio, Presidente do Município de Braga, e Carlos Oliveira, Presidente CA da InvestBraga.

Catarina Fernandes
Elsa Pereira