A linguagem e as letras estiveram em destaque no campus de Gualtar, nos dias 21 e 22 de abril. Além de palestras e woskshops, o Instituto de Letras e Ciências Humanas (ILCH) foi palco de diversas performances.

Durante dois dias, o III Ciclo de Jornadas do ILCH permitiu aos alunos a oportunidade de participar em vários workshops e palestras, onde entraram em contacto com profissionais da área. A doutora Katarzyna Dziemian, responsável pelo workshop de Legendagem, Simão Barros, convidado para o workshop de oratória, e o escritor João Luís Dias foram alguns dos convidados.

O primeiro dia foi marcado pelo workshop em Legendagem que, devido ao elevado número de inscrições, foi repetido no dia seguinte, quarta feira, para todos os jovens que não tiveram oportunidade de participar.

Ainda na terça-feira, o documentário “50 anos de vida literária do escritor Cristóvão de Aguiar”, apresentado pelos alunos da licenciatura em Línguas e Literaturas Europeias, mereceu destaque nas Jornadas. Por sua vez, na tertúlia “Heranças para o futuro”, ex-estudantes do ILCH partilharam experiências vividas no mercado de trabalho e conhecimentos académicos e profissionais com os atuais alunos.

O primeiro dia foi ainda marcado pelo concurso “Mergulhos nas Línguas”, organizado em parceria com BabeliUM,centro de línguas da Universidade do Minho. Além da atividade ter proporcionado uma breve introdução a diversas línguas e culturas, os jovens tiveram oportunidade de ganhar um curso breve de Verão.

No segundo dia, o III Ciclo de Jornadas contou com um workshop de Reiki. Alunos e professores puderam experimentar esta “técnica de equilíbrio de energias”, como a definiu Jorge Meneses, um dos oradores convidados.

A poesia também teve lugar no ILCH, com uma palestra que reuniu Ilídio Torres, Alexandra Cruz Mendes e João Luís Dias.