O SC Vianense perdeu diante do Benfica por 1-2, em jogo a contar para a terceira eliminatória da Taça de Portugal.

No primeiro quarto de hora do encontro, o Vianense procurou disputar o jogo de igual para igual, demonstrando ser uma equipa destemida e combativa. No entanto, o Benfica acabou por assumir o controlo das incidências e, aos 38 minutos, chegou ao golo, na sequência de um grande remate de Carcela. A equipa da Luz até podia ter ido para o intervalo com uma vantagem mais alargada, mas o guardião Jonas Mendes impediu que o Benfica chegasse ao segundo tento.

A segunda parte começou da mesma forma que acabou a primeira. O Benfica manteve o controlo do jogo, mas desperdiçou algumas oportunidades de golo. O facto de o Vianense ter feito o seu primeiro remate aos 78 minutos, por intermédio de Dédé, demonstrou bem o controlo benfiquista sobre a equipa minhota.

No entanto, o Vianense conseguiu chegar ao empate, após um excelente remate de Coulibaly, aos 80 minutos. Este golo deu ânimo à equipa de Andrés Madrid que voltou a ter uma palavra a dizer no rumo da eliminatória. Quando tudo fazia prever que o jogo ia para prolongamento, Jardel, na sequência de um canto, atirou de cabeça para o fundo das redes à guarda de Jonas Mendes, congelando os adeptos vianenses presentes no Estádio Cidade de Barcelos.

Com este resultado, os minhotos despedem-se da edição 2015/2016 da Taça de Portugal.