Terminou com um nulo o embate entre o Moreirense FC e o SC Braga, jogo relativo à 12ª jornada da Liga NOS. Os bracarenses dominaram as operações, mas o conjunto local manteve as suas redes invioláveis e vive o melhor momento de forma da época.

Ambos os conjuntos apresentaram alterações no onze inicial, relativamente ao último encontro. Miguel Leal foi forçado a efetuar mudanças e Paulo Fonseca pretendia eliminar as debilidades da sua equipa, que foram evidentes na derrota caseira frente ao Benfica. No entanto, o Moreirense entrou bem no jogo e, aos 3 minutos, Rafael Martins apareceu na cara de Kritsyuk, rematando à barra. Previa-se um encontro intenso e bem disputado no Comendador Joaquim de Almeida Freitas.

O SC Braga reagiu, tendo mais bola nos minutos iniciais, mas o bloco defensivo do Moreirense permanecia firme. Os homens da casa desceram as suas linhas, e ameaçavam as redes bracarenses através de contra-ataques rápidos. Rafael Martins pecou várias vezes na finalização e foi incapaz de alterar o nulo na partida. Rafa e Alan foram os elementos em destaque na equipa visitante.

Stefanovic, com um leque de intervenções, negou o golo aos forasteiros, que começaram a acumular lances de bola parada perto da área dos cónegos. Contudo, o resultado inicial não se alterou até ao momento em que os jogadores se dirigiram para as cabines. Sinal negativo para o SC Braga, que não foi capaz de contrariar a atitude defensiva do Moreirense.

Sem alterações no intervalo, as duas equipas mantiveram a postura do primeiro tempo. Os homens da casa limitavam-se a defender o resultado, enquanto as iniciativas dos “Guerreiros do Minho” acabavam por esbarrar em Stefanovic. O guarda-redes de 28 anos mostrou-se imperial entre os postes e negou por várias vezes o golo do adversário.

Paulo Fonseca lançou três opções atacantes na reta final do encontro, na esperança que um “golpe de génio” pudesse resolver um encontro. Mas o destino estava traçado. A igualdade a zero manteve-se e Cosme Machado deu por terminado o dérbi minhoto. Este resultado, que premiou a atitude defensiva do Moreirense, acabou também por penalizar a ineficácia ofensiva dos homens da cidade dos arcebispos.

Com este resultado, a turma orientada por Miguel Leal vive a melhor fase da época, com uma série de três jogos sem conhecer o sabor da derrota. Por outro lado, o SC Braga volta a perder pontos e afasta-se da luta pelo pódio, nesta edição da Liga NOS.