O Moreirense perdeu com o Estoril por 1-3, em jogo da 19ª jornada da Liga NOS. Os minhotos entraram adormecidos na partida, sofrendo dois golos logo nos primeiros quatro minutos do encontro, num desafio em que Rafael Martins marcou o único golo da turma de Moreira de Cónegos.

A equipa de Miguel Leal e o conjunto canarinho encontravam-se empatados na tabela classificativa com 20 pontos cada, prevendo-se um jogo equilibrado e disputado.

A verdade é que mal o jogo começou, o equilíbrio previsto foi rapidamente dissipado com dois golos de rajada do Estoril. Aos dois minutos, Anderson Luís finalizou um cruzamento de Manu, não dando hipóteses ao guarda-redes Stefanovic.

O Moreirense ainda tentava montar o seu jogo, procurando responder ao percalço madrugador, mas o segundo golo canarinho surgiu logo depois, desta vez por Diogo Amado. Cruzamento do lado esquerdo do ataque, com Mattheus a servir o português, que finalizou sem oposição.

A equipa da casa, apanhada de surpresa por este início fulgurante dos visitantes, procurou responder, mas demorava para conseguir criar algum perigo. Aos 19 minutos, o Moreirense conseguiu finalmente criar uma grande oportunidade de perigo, mas Kieszek segurou a vantagem estorilista em cima da linha de golo.

Apesar da oportunidade para marcar, os cónegos não aproveitaram para pressionar a baliza adversária, deixando o Estoril jogar com alguma liberdade. Aos 35 minutos, vendo a sua equipa a perder por dois golos, Miguel Leal decidiu substituir os dois extremos, Iuri Medeiros e Ohemeng, tentando dar mais poder de ataque à equipa.

As substituições demoraram a causar efeito mas, nos descontos da primeira parte, o Moreirense conseguiu reduzir a desvantagem. Rafael Martins aproveitou a confusão na área canarinha, conseguindo fazer o 1-2 mesmo antes do apito para o intervalo.

O jogo estava assim relançado e, na segunda parte, o Moreirense teria de continuar a atacar, de forma a tentar a reviravolta no marcador.

Apesar da necessidade de marcar, a verdade é que os minhotos não conseguiram criar qualquer oportunidade à baliza do Estoril. Aos 68 minutos, a reviravolta ficou ainda mais complicada, devido à expulsão por acumulação de amarelos de Danielson.

O tempo continuava a passar, e apesar dos constantes raides ofensivos, a equipa de Moreira de Cónegos não conseguia alcançar o empate. Mesmo com Stefanovic a ajudar a equipa nos cantos, o golo do empate continuava a não surgir.

O golpe final chegou, no entanto, aos 90 minutos. Felipe Augusto, na sequência de um contra-ataque rápido, fixou o marcador em 1-3, carimbando a derrota da turma de Miguel Leal.

Na próxima terça-feira, o Moreirense recebe o Benfica, num encontro que vai decidir o futuro da formação minhota na Taça da Liga.