O Portal Académico da Universidade do Minho (UM) esteve inoperacional durante toda a tarde de sexta-feira, dia 2 de Setembro, enquanto decorriam as renovações de inscrição dos alunos da universidade. O site foi remodelado há poucas semanas, mas não terá suportado o fluxo de tráfego de quem queria renovar a sua matrícula.

Às 14h em ponto – hora marcada pela Universidade para o início das inscrições, exclusivamente online – muitos alunos tentavam aceder à página do Portal Académico. Os minutos passavam e o site não dava resposta, alternando entre uma página não totalmente carregada e falta de resposta do servidor, que culminava numa página de erro.

Cerca de duas horas depois, o site informava que, por “dificuldades técnicas, as inscrições dos alunos do 1.º ciclo e de ciclo de estudos integrado não abriram às 14h, conforme previsto”. No entanto, o ComUM constatou que o processo de inscrição na Secretaria Electrónica do Portal Académico, na verdade, chegou a estar aberto.

Mas, após numerosas tentativas, nunca foi possível ir além do segundo passo. A mesma mensagem dizia ainda que às 17h seria “disponibilizada mais informação sobre a nova data/hora” das inscrições, terminando com um pedido de desculpas “pelo transtorno causado”.

Não foi às 17h, como referido pelo Portal, mas com duas horas de atraso, já perto das 19h, que surgia a nova informação: as inscrições serão abertas na próxima terça-feira, dia 6 de Setembro, às 14h. O Portal pede desculpa.

AAUM diz que “não tem de se dar relevo à situação”

Contactado pelo ComUM, o presidente da Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM), Bruno Alcaide, admite que “a plataforma não estava preparada para receber, ao mesmo tempo, um grande número de alunos”, mas sublinha que “não tem de se dar relevo à situação”.

“Obviamente que não é um processo normal, mas não vai afectar em nada a inscrição dos alunos”, até porque, lembra, “em anos anteriores este processo tinha lugar já depois do início do ano lectivo”.

Sobre o facto de estes problemas no Portal Académico acontecerem após uma remodelação do site, o dirigente associativo diz que o problema “acaba por ser resultado de uma especificidade informática”. “Obviamente que houve um erro de alguma entidade, mas foi sobretudo um erro técnico”, esclarece, insistindo, peremptoriamente, que “não traz qualquer percalço aos estudantes”. “Colocar-se-ia um problema para os estudantes se a questão não fosse resolvida nos próximos dias”, diz.

A Associação Académica está confiante que o assunto vai ficar resolvido na tarde do dia 6 de Setembro: “Foi essa a palavra que nos foi dada dos Serviços Académicos e dos vários representantes da Universidade do Minho”.

O ComUM tentou obter esclarecimentos por parte da Reitoria, dos Serviços Académicos e do Gabinete de Comunicação, Informação e Imagem da UMinho, mas não obteve resposta de nenhuma das três entidades.

As renovações de matrículas para alunos de 1.ºs ciclos e ciclos de estudos integrados (isto é, Licenciaturas e Mestrados Integrados) com inscrição válida no ano anterior deveriam ter ocorrido, oficialmente, entre os dias 2 e 7 de Setembro. ‘Oficialmente’ porque são essas as datas estipuladas no calendário escolar 2016/2017, aprovado pelo Reitor da UMinho a 22 de Março de 2016 – seis meses antes de terem lugar as inscrições.

NOTÍCIA ACTUALIZADA ÀS 11H35 DE 9/09/2016