O Vitória SC perdeu, na passada segunda feira, por 3-0, frente ao Estoril de Pedro Emanuel, em partida da segunda jornada da Liga NOS. Num jogo atípico, que terminou com três expulsões, levou a melhor a equipa da casa que conquistou os primeiros pontos no campeonato.

As melhores oportunidades do primeiro tempo pertenceram ao Estoril, que podia ter marcado logo ao minuto 12, mas Kléber rematou ao lado. Aos 19, uma saída em falso do jovem Miguel Silva permitiu a Pedro Monteiro inaugurar o marcador no António Coimbra da Mota.

Ainda antes do intervalo, Wesley viu o segundo cartão amarelo após falta dura sobre Hurtado e foi para o balneário mais cedo. A segunda parte começou com o reequilíbrio das equipas, no entanto, aos 49 minutos, João Vigário recebeu, também ele, ordem de expulsão de Carlos Xistra.

Aos 58 minutos, uma infantilidade de Sacko permitiu a Kléber isolar-se. Já dentro da área foi carregado por Josué que foi expulso após reapreciação do vídeo-árbitro. O mesmo Kléber converteu a grande penalidade e fez o 2-0 para os canarinhos.

A grande oportunidade dos vimaranenses aconteceu aos 74 minutos, por intermédio de Raphinha, que obrigou Moreira a uma excelente defesa. Pouco tempos depois, os homens de Pedro Martins pediram penalty por entrada faltosa de Joel sobre Raphinha, mas Carlos Xistra mandou jogar. Havia ainda tempo para Kléber fixar o placard em 3-0. Após cruzamento de Allano, o avançado ex-FC Porto fez o bis e fechou as contas do jogo.

O Vitória SC recebe o Sporting CP na próxima jornada e não pode contar com Josué Sá e João Vigário, ambos suspensos. Num jogo de motivação extra, Pedro Martins espera voltar às vitórias.