Um homem de 25 anos foi esta sexta-feira condenado pelo Tribunal Judicial de Braga a sete anos de prisão e 20 mil euros de indemnização por ter agredido e violado uma jovem durante o Arraial Azeiteiro de 2016. Foi ainda aplicada a pena acessória de expulsão do país, visto que o arguido se encontrava em situação irregular em Portugal.

Os crimes de violação, ofensas à integridade física e coação pelos quais o arguido foi julgado remontam a setembro de 2016.

A vítima, que tinha 19 anos à data em que os crimes foram cometidos, terá sido levada pelo homem para um local afastado, que depois a agrediu com murros e bofetadas até conseguir consumar os abusos sexuais.

Os crimes ocorreram durante um período de quatro horas nas quais a jovem esteve, segundo o acórdão, “nas mãos” do arguido e sofreu lesões por todo o corpo. Tanto o arguido como a vítima estavam embriagados à altura dos factos, diz o mesmo acórdão do tribunal de Braga.

O arguido – que chegou a Portugal em 2009 para estudar, mas abandonou os estudos logo no primeiro ano, passando a ter um “quotidiano ocioso” pautado pelo consumo de álcool e de droga – confessou a prática dos crimes perante o tribunal e mostrou-se arrependido.

O Arraial Azeiteiro é anualmente promovido pela Azeituna para promover a integração dos novos alunos e conta também com uma recolha de alimentos.