O SC Braga foi, esta segunda-feira, aos Barreiros, disputar a 14ª jornada da Liga NOS. Os minhotos saíram derrotados num encontro que marca a 23ª vitória consecutiva, em casa, dos madeirenses. Com este resultado, as equipas que estavam separadas por quaro pontos, ficam agora separadas por um, continuando o SC Braga à frente.

Entrou melhor a formação de Braga, disposta a dominar o jogo desde início. Os minhotos conseguiram mais posse de bola, procurando construir um ataque continuado. No entanto, a boa organização da turma de Daniel Ramos baralhou a estratégia habitual de Abel Ferreira.  Até à meia hora de jogo era este o cenário: intensidade e equilíbrio.

As duas equipas procuravam oportunidades, criando pressão para ambos os lados. No entanto, a partir da meia hora de jogo, o SC Braga começou a apostar nas transições rápidas, mas a finalização não esteve afinada.

Aos 32’, Jefferson, na esquerda, cruzou para Esgaio, mas valeu Charles, que saiu rápido entre os postes e dificultou a concretização do médio, que acabou por atirar por cima. Este foi o primeiro sinal de perigo no encontro. Cinco minutos depois, Dyego Sousa e Fábio Martins falharam frente ao guardião dos madeirenses. Nesta fase, eram os guerreiros que estavam por cima da partida.

O intervalo chegou com o nulo no marcador, um resultado que agradou à formação da casa, que apesar de em alguns momentos ter conseguido jogar de igual para igual, só em lances de bola parada foi capaz de chegar à área minhota.

Já no segundo tempo, o SC Braga voltou a entrar melhor. Logo aos 46’ ameaçou as redes de Charles. Numa jogada rápida, Xadas amorteceu de peito para um disparo de Danilo à entrada da grande área. O Marítimo respondeu dois minutos depois, com Edgar Costa a fazer uso da meia distância – sem sucesso.

Aos 54 minutos, é mesmo o grupo madeirense que acaba por chegar ao golo, de bola parada. O capitão madeirense bateu um livre desde a direita, o central Zainadine Júnior recebeu a bola na grande área e cabeceou para o primeiro do encontro. Os bracarenses tentaram reagir, mas o golo acabou por afetar a equipa de Abel Ferreira.

Só aos 83’ o SC Braga voltou a criar um lance de perigo. Um remate de Fábio Martins, fora da área desviou num defesa e sobrou para Hassan, que por sua vez, viu o seu remate a ser travado por Zainadine. Mesmo em cima do apito final, Fábio Martins caiu na área do Marítimo, num lance em que os minhotos reclamaram penálti. Rui Costa nada assinalou, uma vez que já tinha alegadamente apitado para o fim dos 90 minutos.

Com este resultado, os minhotos mantêm o quarto lugar, mas aumentaram a distância para o SL Benfica. Já o Marítimo fica a um ponto dos minhotos, ocupando o quinto lugar da tabela classificativa. Na próxima jornada a equipa de Abel Ferreira recebe o Belenenses, enquanto que os madeirenses se deslocam ao Dragão.