A passagem dos minhotos foi resolvida no prolongamento. Pablo Santos entrou e marcou o golo que decidiu a eliminatória.

O SC Braga venceu, esta terça, o Vitória FC nos oitavos de final da Taça de Portugal. Os bracarenses triunfaram por 0-1, já no período de prolongamento. A passagem à próxima fase da competição fica, assim, garantida para os minhotos.

Os primeiros minutos ficaram pautados pelo equilíbrio entre ambas as formações. Ainda assim, a maior oportunidade foi para os sadinos aos 21 minutos, com Mikel Agu a cabecear na área adversária. Valeu a defesa atenta de Marafona.

No mesmo minuto, os adeptos sadinos aproveitaram para homenagear Nuno Pinto. O lateral-esquerdo teve de suspender a carreira, após lhe ter sido detetado um linfoma.

Mais de dez minutos depois, surgiu o grande lance para os bracarenses. Ricardo Esgaio cruzou e Paulinho atirou por cima. Os anfitriões por intermédio de Cádiz foram à procura do golo, mas sem sucesso. Numa primeira parte sem ocasiões a assinalar, o jogo chegou ao intervalo empatado.

No recomeço da segunda parte, poucas alterações à conjetura desportiva de registar. Apesar de um ligeiro ascendente bracarense, a equipa orientada por Abel Ferreira nunca conseguiu adiantar-se no marcador. Nem mesmo no minuto 88, quando Dyego Sousa desperdiçou uma grande penalidade. O tempo regulamentar contou ainda com a explosão de Raúl Silva, que viu o segundo amarelo após uma falta sobre Cádiz.

Reduzidos a dez jogadores valeu a entrada de Pablo Santos, que conseguiu desfazer o nulo, marcando o único golo do encontro aos 95 minutos. Mas o final ainda adensou. O SC Braga ainda dispôs de uma nova ocasião de golo. Lito Vidigal e Castanheiro ainda receberam ordem de expulsão por parte de Luís Godinho, árbitro da partida, mesmo ao cair do pano.

Apesar das dificuldades, os minhotos conseguiram carimbar o triunfo para os quartos-de-final. O próximo jogo do SC Braga é frente ao SL Benfica, no Estádio da Luz. A partida realiza-se no domingo, às 17h30 e o duelo é a contar para a 14ª jornada da Liga NOS.