Famalicenses apagados sofreram primeira derrota no campeonato. Equipa caiu para o terceiro lugar da tabela classificativa.

O FC Famalicão deslocou-se, na oitava jornada da Liga NOS, ao Estádio do Dragão, para defrontar o FC Porto. Num jogo em que os dragões estavam com a chama acesa, os erros nos golos foram cruciais para os pupilos de João Pedro Sousa, que perderam por 3-0.

O FC Porto entrou mais forte e assumiu-se como a equipa que mais procurou o golo. Logo no primeiro minuto, Pepe, com um passe largo, lançou Corona na direita que cruzou para a cabeça de Soares. O brasileiro, contudo, não deu o melhor seguimento à jogada e rematou para as mãos de Defendi.

A melhor oportunidade azul e branca surgiu aos 15 minutos. Díaz tabelou com Otávio e, já dentro da área, Gustavo Assunção tentou o corte. Mas o esférico bateu nas pernas do colombiano e sobrou para Uribe, que viu Defendi estar, mais uma vez, à altura.

A primeira oportunidade do FC Famalicão surgiu aos 19, por intermédio de Fábio Martins. O avançado português testou a atenção e capacidade de Marchesín, com um remate espontâneo de fora da área.

O jogo acabou por adormecer um pouco e só voltou a aquecer quando, aos 38 minutos, Otávio surgiu na direita a furar para o centro. O brasileiro tentou assistir o compatriota Soares, mas Patrick intercetou o lance e evitou males maiores.

O FC Porto procurou e chegou mesmo ao golo no último minuto do tempo regulamentar. Mau passe de Patrick, recuperação de bola para Otávio, que deixou em Díaz. O avançado colombiano tabelou com Corona, recebeu com o pé esquerdo e, com o direito, atirou para o fundo das redes.

A vinda dos balneários acentuou ainda mais a superioridade portista: a equipa minhota não somou nenhuma oportunidade no segundo tempo. Em quatro minutos, dos 57 aos 61, os portistas tiveram três oportunidades, mas nenhuma deu em golo.

O segundo tento chegou aos 72 minutos, novamente na origem de um mau passe dos famalicenses, desta vez de Lionn, aproveitado por Soares. O brasileiro carregou a bola e tentou a sorte ainda fora da área, mas o remate bateu nas pernas de Patrick. Azar, novamente, para a turma de Famalicão, porque o esférico ficou à mercê de Soares, que ficou frente a frente com Defendi e, depois de fintar o guardião, não desperdiçou.

O resultado só ficou fechado aos 88, fruto da insistência de Fábio Silva, Defendi errou por duas vezes e, acabado de entrar, o jovem do FC Porto não desperdiçou.

O FC Famalicão sofreu, assim, a primeira derrota no campeonato e caiu do primeiro para o terceiro posto. O próximo jogo da equipa é já quarta-feira, em casa, frente ao Gil Vicente FC.