Homem do Jogo

Ezequiel Mena

O atleta do OC Barcelos pôs a defensiva do HC Braga por várias vezes em sobressalto. O argentino de 21 anos demonstrou sempre grande intensidade e foi a maior ameaça para a turma de Rui Neto. Mena fez um golo, e apimentou a quadra com várias arrancadas e pormenores deliciosos, consequência da sua capacidade técnica. Além de ter sido uma seta à baliza bracarense, o atleta barcelense esteve em bom plano nas acções defensivas.

Em cima

António Trabulo

Saltou do banco e trouxe golos e emoção à partida. O jovem português fez dois tentos na primeira parte e esteve sempre em bom plano na formação bracarense. A idade não parece problema para Trabulo, que apesar dos ânimos exaltados esteve sempre consistente durante todo o encontro e em muito contribui para o empate no final da partida. Mostrou bons pormenores técnicos.

Primeira parte que deixou água na boca

Sete golos é um bom prenúncio para o que foi a primeira parte. Os 25 minutos iniciais teve todos e mais alguns ingredientes para um excelente espectáculo. Dentro da quadra, a intensidade, os golos e o hóquei de qualidade marcava o ritmo do apoio que se fazia sentir nas bancadas. Do nível jogado no campo à moldura humana, nada faltou até ao intervalo, e abriu o apetite para o segundo tempo.

Em baixo

Desacatos borraram uma bonita moldura

Os ânimos aqueceram ao intervalo. Na recolha aos balneários os jogadores das duas formações envolveram-se numa trocas de palavras, o que acabou por perder as estribeiras. Os desacatos acabaram por transbordar para a bancada e trouxe alguma hostilidade. Alguns adeptos tentaram invadir o terreno, e houveram tentativas de agressão. Fica a nota para pouca força de segurança presente no recinto.

Houve jogo nos intervalos das paragens

O encontro teve mais tempo parado do que jogado. A primeira parte abriu o apetite para o restante do jogo, mas o segundo tempo veio estragado. Depois de sete golos, os últimos 25 minutos só contaram com um tento, e pouca intensidade. Grande parte dos jogadores mostraram-se desconcentrados, tal como os adeptos. A equipa de arbitragem teve mesmo que interromper o jogo por falta de medidas de segurança.