As primeiras medidas para o novo Estado de Contingência devem começar a ser anunciadas a 07 de setembro.

A data estipulada pelo Governo para o novo Estado de Contingência em Portugal é o dia 15 de setembro. Nesse período, o uso de máscaras na via pública pode vir a ser obrigatório, face à Covid-19. A Direção-Geral da Saúde anunciou esta sexta-feira que está a estudar, não só o uso de máscaras em público, mas também em crianças.

Um dos especialistas em epidemiologia ouvido pelo Governo, Manuel Carmo Gomes, confirma que poderá ser uma das novidades a partir do dia 15. “Pode ser uma boa estratégia perante o contexto explicado pelo Governo”, diz o especialista, aludindo ao regresso às aulas e ao trabalho.

A utilização das máscaras está dependente do risco associado. A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, exemplifica que “ir a uma rua movimentada de uma cidade é diferente do que passear o cão às dez da noite numa rua não movimentada. Temos de ter esse bom senso e proporcionalidade.” Nas últimas semanas, o uso obrigatório de máscara na rua foi recomendado pela Ordem dos Médicos e defendido também pela Fundação Portuguesa do Pulmão.

Esta reconsideração do uso das máscaras para crianças tem por base a nova orientação da Organização Mundial de Saúde (OMS). A OMS indica que as crianças a partir dos 12 anos devem ter as mesmas precauções que os adultos. Os menores até aos cinco anos não devem ser obrigados a usar este equipamento.

A medida justifica-se também pelo recente aumento no número de casos e a chegada do outono e do inverno. “Todo o país ficará em estado de contingência para preparar o regresso às aulas e o regresso de muitos portugueses ao seu local de trabalho”, disse a ministra Mariana Vieira da Silva esta quinta-feira.