Infraestruturas reabriram a três de junho.

Os Complexos Desportivos da UMinho registaram mais de mil inscrições e de 13 mil utilizações em quatro meses. Carlos Videira, diretor de desporto e cultura dos SASUM, acredita que os números “atestam a confiança depositada pelos utentes na oferta desportiva da UMinho”.

Apesar da diminuição da oferta, devido às medidas de prevenção da Covid-19, os complexos continuam a oferecer diversas atividades. As infraestruturas contam com aulas de grupo, treino funcional, cardiofitness e musculação.

Os complexos abriram em junho, com horário reduzido, e, em setembro, regressaram os desportos coletivos e as atividades de competição, assim como as atividades aquáticas. No mês passado, registaram-se 519 inscrições em Braga e 239 em Guimarães. Desde junho, 1165 pessoas inscreveram-se nos serviços ou renovaram a inscrição. Já em termos de utilização durante o mês de setembro, em Braga, foram 5338 pessoas e, em Guimarães, 2291. No total, e tendo em conta os meses anteriores, foram um total de 13006 utilizações.

Este mês regressam as modalidades de baixo risco e, a 12 de outubro, o Centro de Condição Física de Santa Tecla volta a abrir portas. “Não podemos deixar que as pessoas percam o hábito de praticar desporto. Por isso estamos empenhados em garantir um serviço de qualidade que as motive e contribua para melhorar a sua qualidade de vida”, afirmou Videira. De forma a promover hábitos de atividade física na comunidade académica, os novos alunos da academia minhota estão a receber um voucher, com dez dias de utilização livre das instalações.