Dois autogolos marcaram a partida.

O CR Candoso deslocou-se, este sábado, ao reduto do Elétrico FC, para disputar a primeira jornada da Liga Placard. Num jogo onde os vimaranenses marcaram tantos golos na própria baliza como na adversária, a equipa de Ponte de Sor levou a melhor e venceu por 5-2.

O Elétrico entrou mais forte e, apesar de não terem existido grandes oportunidades até ao primeiro golo, a turma da casa foi a primeira a fazer o gosto ao pé. Aos oito minutos, Célio Coque, de cante, assistiu Robério que abriu o marcador.

Três minutos depois, a equipa de Ponte de Sor aumentou a vantagem. Na sequência de um canto para o Elétrico, Paulo Ferreira errou na baliza e fez o 2-0 para a equipa adversária. Os pupilos de Henrique Passos não desistiram e, aos 16 minutos, acabaram mesmo por chegar ao golo, por intermédio de Paulinho Roxo.

Pouco tempo depois, Paulinho Ferreira tentou o empate, mas André Correia enviou a bola para canto. Não deu na baliza contrária, deu na própria baliza: Amílcar fez mais um autogolo para a equipa, que foi para os balneários a perder por 3-1.

O Elétrico entrou com o pé no acelerador na segunda metade. Aos 21 minutos, Robério tirou Sandro da frente, mas, com o pouco ângulo que tinha, não conseguiu fazer melhor do que enviar a bola ao poste. O Candoso acabou por crescer na partida, que contou com algumas oportunidades nos dez minutos seguintes.

A sorte tombou para o lado da turma da casa que, tal como na primeira parte, voltou a ser a primeira a marcar. Sandro defendeu com os punhos e a bola ficou à mercê de Milton que, de longe, não vacilou. A resposta vimaranense não demorou um minuto. Thales, através de um livre direto atirou a bola, que ainda bate no poste, para o fundo das redes.

Aos 34 minutos, Amílcar teve nos pés a oportunidade para fazer o 4-3, mas, sozinho, não foi além de um remate ao lado. O Candoso não desistia e o Elétrico bem pode agradecer a André Correia que, no frente a frente com Pirica, foi mais forte. O resultado acabaria por se fechar segundos depois, com uma jogada estudada dos comandados de Kitó Ferreira. Rodriguinho, de livre direto, deixou para Renan Fuzo fazer o 5-2 final.

O CR Candoso abre assim o campeonato com o pé esquerdo. O próximo jogo da turma de Guimarães é já quarta-feira, frente ao Viseu 2001.