Esta tecnologia já foi submetida a um pedido de pré-patente com vista à sua comercialização.

O projeto “EcoBioInks4SmartTextiles” resulta de uma parceria do Centro de Engenharia Biológica (CEB) e o o Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes (CeNTI), especializado no desenvolvimento de materiais inteligentes.

O projeto está em destaque no programa da RTP, “90 Segundos de Ciência”, e a investigadora responsável é Tatiana Aguiar. A inovação “visa a produção de tintas fluorescentes com propriedades inteligentes que são passíveis de ser modeladas e controladas através de diferentes estímulos de luz externa”, disse Tatiana à RTP.

O principal objetivo desta aplicação é dificultar a contrafação de roupas e têxteis. Ao contrário de outras tintas, estas são baseadas em moléculas desenvolvidas a partir de micro-organismos, contendo propriedades exclusivas que as tornam difíceis de copiar ou clonar.

Até ao momento, os resultados conseguidos são bastante promissores, pelo que já se iniciou um pedido pré-patente, visando a comercialização desta tecnologia brevemente.