O equipamento vai permitir a realização de 400 testes diários, o que corresponde ao dobro da atual capacidade.

A Comissão Municipal da Proteção Civil implementou, esta terça-feira, uma nova unidade de rastreio à Covid-19 no Multiusos de Guimarães. Esta decisão foi tomada em articulação com a Câmara Municipal, a ARS Norte e o UNILABS, de modo a aliviar a pressão exercida sobre o Hospital de Guimarães.

A reunião extraordinária que determinou esta medida contou com a participação dos presidentes das juntas de freguesia. Este equipamento vai permitir a realização de 400 testes diários, o que segundo o comunicado enviado às redações, corresponde ao dobro da atual capacidade.

Guimarães é um dos concelhos com elevado risco de contágio. Segundo os últimos dados divulgados pela DGS em relação à situação epidemiológica dos concelhos, no dia 26 de Outubro, a cidade registou 396 novos casos o que resulta num total de 1.195 infetados. De forma a inverter esta tendência, a autarquia vai lançar uma “forte campanha de sensibilização”, com o intuito de tornar “cada vimaranense num agente de saúde pública”.

O presidente do Município de Guimarães, Domingos Bragança, sublinha ser “fundamental o apelo à identidade e orgulho vimaranense”, de modo a que todos sigam as recomendações da Direcção-Geral de Saúde e da autarquia, tal como “usar máscara, lavar as mãos e cumprir com o distanciamento social”.

Além da criação de uma nova unidade de testes à Covid-19, o Município vai enviar, esta semana, três equipas multidisciplinares de suporte comunitário com uma intervenção direta na comunidade. em complemento com as que já estão a dar resposta nos agrupamentos escolares.

Em articulação com a Segurança Social, continuam a decorrer os testes de rastreio a todos os funcionários de lares de idosos, assim como a resposta em instituições que se verificaram surtos através das Brigadas de Emergência.

Neste momento, está a haver também um reforço dos Equipamentos de Proteção Individual que estão a ser distribuídos pelas instituições e a capacidade de camas na Estrutura de Retaguarda Municipal foi aumentada. Isto proporciona o tratamento de pessoas em situação de confinamento ou com necessidade de isolamento profilático, bem como o acolhimento de doentes sem retaguarda familiar.