Homem do Jogo

Vítor Hugo Silva

Apesar de ter marcado o autogolo que permitiu ao CR Candoso reduzir a desvantagem perto do fim, o fixo brasileiro foi decisivo no triunfo bracarense. Inaugurou o marcador, esteve perto de bisar e ainda assistiu para o segundo tento. Exibição influente.

Em cima:

João Miguel

O camisola 11 dos homens da casa nunca se conformou com a desvantagem da sua equipa. Dispôs de várias oportunidades para marcar pelo quarto jogo consecutivo, mas um Vítor Hugo inspirado não permitiu.

Entradas do SC Braga/AAUM

Tanto na primeira metade como na segunda, o conjunto braguista entrou em campo determinado em marcar. E assim foi: chegou à vantagem à passagem do minuto três, na primeira parte e, na segunda, dilatou a vantagem para 0-2 apenas três minutos após o reatar do encontro.

Em baixo:

Falta de eficácia da equipa da casa

O CR Candoso conseguiu criar um conjunto de oportunidades de perigo para as redes forasteiras, principalmente na reação ao primeiro golo sofrido, mas não foi capaz de as concretizar. Esta falta de eficácia foi penalizada com o ampliar da vantagem bracarense no início da segunda metade e consequente derrota.

 Recorde as incidências da partida