Francisco Silva marcou o golo da turma minhota.

A Juventude de Viana defrontou, esta quinta-feira, o SC Tomar, no último jogos dos quartos de final da Taça 1947. Num jogo em que se colocaram primeiro na frente, os minhotos acabaram por perder por 1-3.

Naquele que era, teoricamente, o jogo mais equilibrado dos quartos de final da Taça 1947, ambas as equipas entraram fortes e a tentar marcar primeiro. A primeira grande oportunidade da partida surgiu ao minuto nove, quando Nélson Pereira, da Juventude Viana, atirou ao poste da baliza de Francisco Veludo.

Os minhotos acabaram por inaugurar o placard através de Francisco Silva. Mais perigosos e embalados pelo golo, os vianenses quase aumentaram a vantagem, por Gonçalo Neto que esteve perto de fazer o 0-2, quando tentou aproveitar uma confusão junto da baliza de Veludo, mas sem sucesso. À ida para o balneário o resultado era de 0-1, a favor dos minhotos.

Nos segundos 25 minutos, o jogo mudou de rumo. Os vianenses acalmaram o seu ritmo de jogo e acabaram por sofrer com isso. Depois de fazerem a décima falta, o Sporting de Tomar teve direito a um livre direto. Lucas Honório converteu e igualou o jogo.

Ao minuto 18, o Tomar avançou no marcador. Xanoca Marques levou o disco de uma baliza à outra e rematou para o 1-2. Cinco minutos depois, Diogo Casanova podia ter igualado para a Juventude de Viana, mas sem sucesso. Já no final da partida, o capitão Luís Silva aproveitou a desmarcação e, pela ala esquerda, atirou para o 1-3 final.

Com a derrota, a Juventude de Viana foi afastada da competição. O próximo jogo dos minhotos é quarta-feira, no reduto da AD Sanjoanense, num jogo que estava em atraso desde a 12ª jornada.

Recorde ainda: OC Barcelos cai nos quartos-de-final da Taça 1947