O acordo prevê a troca de experiências entre as duas universidades, assim como a realização de investigação e publicação de artigos científicos em conjunto.

A Universidade do Minho assinou, em Braga, um acordo de intercâmbio de alunos e professores com a universidade do Cazaquistão The Akhmet Yassawi University. Daulet Batrashev, embaixador em Portugal, revelou ao jornal “O Minho” que o compromisso visa o desenvolvimento de relações institucionais nas áreas comuns de ensino e de investigação. Em particular foco estarão as áreas de Arqueologia e de Medicina.

O diplomata esteve com o Presidente da Câmara, Ricardo Rio, a analisar um processo de geminação de Braga com a cidade Karaganda. O principal objetivo é, então, o estabelecimento de intercâmbios e dinamização da económica, comercio, cultura e turismo. O projeto será debatido, esta segunda-feira, em reunião da câmara.

Daulet Batrashev adiantou ao “O Minho” que vai ser criado um consulado honorário e um centro de negócios em Guimarães, que darão informações às empresas sobre as possibilidades de investimento no país. “Temos trabalhado para incrementar as relações económicas e culturais e há já um bom leque de projetos a avançar”, sublinhou.

A embaixada pretende abrir também um centro de cultura em Guimarães ou Braga. O “Centro Abay de Cultura do Cazaquistão” pretende dar a conhecer as obras do poeta Abay e dar informações sobre a história, cultura e tradições do povo cazaque.