Os vencedores foram escolhidos através de uma votação conjunta online e do júri.

A jovem Diana Faria foi a vencedora do Concurso Jovens Talentos 2020, uma iniciativa promovida pelo Município de Braga com o objectivo de premiar o talento dos jovens bracarenses no domínio cultural e artístico. A cerimónia de entrega de prémios decorreu esta quarta-feira no Altice Forum Braga.

Este ano, devido à pandemia de Covid-19, o Concurso Jovens Talentos 2020 realizou-se em moldes diferentes. A apresentação dos concorrentes teve lugar durante um espectáculo fechado ao público, no Theatro Circo, transmitido pelo Porto Canal e nas redes sociais do Município. Posteriormente, os vencedores foram escolhidos através de uma votação online, do público, aliada a uma votação do júri, constituído por Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, Hugo Torres cantor e músico, o maestro Filipe Cunha, a professora de dança Ana Kohler e o director artístico do Theatro Circo, Paulo Brandão.

Recorde-se que o concurso destinou-se a jovens naturais ou residentes da Cidade de Braga, com idades compreendidas entre os seus e os 18 anos, com talento na área da dança, da música, do canto, das artes performativas, da magia, do teatro ou em outras actividades passíveis de serem apresentadas em palco, individualmente ou em grupo. A vencedora foi Diana Faria, da escola de dança Ent’Artes, seguida de Rodrigo Gonçalves e Clara de Sousa, em segundo e terceiro lugares, respetivamente.

Os prémios do concurso foram de mil euros para o primeiro classificado, 750 para o segundo e 500 euros para o terceiro. Ao quarto lugar, Inês Gonçalves, foi atribuído um prémio de 250 euros e ao quinto lugar, Afonso Ferreira e Ana Costeira, 150 euros. Aos restantes finalistas foi atribuído um prémio de participação no valor de 100 euros.

Durante a cerimónia, o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, felicitou todos os participantes. “Braga é Cidade jovem, recheada de talentos e de cultura, pelo que anualmente os nossos jovens têm a oportunidade de mostrar ao mundo as suas potencialidades únicas, numa verdadeira mostra de talento e criatividade”, sustentou. Para além disso, o autarca destacou ainda que esta edição foi “um acto de resistência do Município de Braga que não quis deixar cair um projecto que dá visibilidade a muitas actividades culturais do nosso Concelho”.

Por sua vez, a vice-presidente da Câmara Municipal e responsável pela área da Juventude e do Desporto, Sameiro Araújo, também presente na gala, fez um balanço positivo da iniciativa que, apesar dos constrangimentos, registou um grande número de candidaturas. “A decisão do público não foi nada fácil, o que significa que há muito talento em Braga e que este concurso faz todo o sentido”, referiu.