O vimaranense não descartou a hipótese de viajar mais tarde.

João Sousa não viajou para Melbourne, onde iria marcar presença no Open da Austrália, que decorre de 8 a 21 de fevereiro. No entanto, a participação do minhoto no primeiro torneio do Grand Slam da temporada não está completamente excluída.

Em declarações a O JOGO, o atleta vimaranense declarou que não embarcou, “devido a alguns problemas do foro privado” e que, para já, não pode adiantar muito mais. “No entanto, continua em aberto a minha ida para a Austrália e nos próximos dias vou dar mais notícias”, rematou o minhoto.

Conforme o protocolo delineado pela Tennis Australia, os participantes chegam a Melbourne entre os dias 15 e 16 de janeiro, em voos organizados pela associação, e têm de cumprir uma quarentena obrigatória de 15 dias. Os atletas só se podem ausentar dos quartos de hotel durante cinco horas por dia, para treinarem e com testes à Covid-19 agendados.

João Sousa, contudo, ainda pode participar no torneio, desde que chegue a tempo de cumprir a quarentena obrigatória, antes do arranque da prova. Caso o vimaranense não consiga cumprir os requisitos para entrar no Open da Austrália, o atleta já está inscrito no Challenger de Antália, na Turquia, que tem início marcado para 1 de fevereiro e que não conta com a sua presença desde 2013.