A iniciativa decorre ao longo de dois anos e pretende aumentar a oferta educativa digital para mulheres de origem migrante.

Include HER” é o novo projeto europeu que pretende melhorar a oferta de educação digital para mulheres com histórico de migração. Financiado pelo programa Erasmus + da Comissão Europeia e em parceria com a Universidade do Minho, o programa vai ajudar a implementar uma abordagem inovadora nas instituições de ensino superior.

Durante os próximos dois anos, a iniciativa da Comissão Europeia vai tentar corrigir o desequilíbrio de género no contexto digital. Tal vai alcançado com o desenvolvimento de um curso online de acesso aberto para mulheres migrantes e a criação de uma nova rede de cooperação para os parceiros do projeto, nos quais a UMinho se destaca.

O “Include HER” tem ainda como objetivo promover uma capacitação das instituições de ensino superior, ao nível dos recursos, de modo corrigir o desequilíbrio de género na esfera digital e a capacitar as mulheres migrantes a atingir níveis mais elevados de competências digitais. Para além disso, pretende-se que estas instituições melhorem a oferta educativa para este público por via de ações continuadas e regulares.

De acordo com o pró-reitor da UMinho para os Assuntos Estudantis e Inovação Pedagógica, Manuel João Costa, a iniciativa europeia surge “num momento em que a internacionalização é particularmente relevante para o ensino superior e em que o uso de tecnologias digitais é cada vez mais importante para o desenvolvimento de competências para o futuro”. Deste modo, o responsável revela que “o projeto poderá contribuir para o sucesso de estudantes que se sintam mais desafiados pelo uso das tecnologias digitais”.

“Include HER” é coordenado pela Universidade Johannes Gutenberg de Mainz, na Alemanha. Envolve ainda, para além da academia minhota, outras entidades e instituições como a European Universities Continuing Education Network, na Bélgica, a Momentum Marketing Services Limited, na Irlanda, a Canice Consulting Limited, no Reino Unido, e Melissa Diktyo Metanastrion Stin Ellada, na Grécia.