Os horários podem ser alargados até às 22 horas à semana e aos sábados das 10 horas às 14 horas.

De acordo com o Diário da República, os Centros de Saúde podem ver-se obrigados a alargar os horários, de forma a recuperar as consultas em atraso. Este alargamento pode decorrer até às 22 horas durante a semana e aos sábados, das 10 horas às 14 horas. Os profissionais que trabalhem nesse período de alargamento poderão receber um acréscimo entre 35% a 95%.

Os incentivos são válidos até 31 de dezembro, abrangendo consultas médicas e também de enfermagem. No entanto, tal não se aplica a consultas de doença aguda ou Covid-19.

Cabe às administrações regionais de saúde e unidades de saúde estipular um regulamento no prazo de 15 dias. A cada trimestre terá que ser enviado um relatório com os resultados à Administração Central de Saúde.